A construção dos conceitos de uso nocivo ou prejudicial e dependência de álcool: considerações para o campo de atenção e cuidado à saúde

Autores

  • Ana Lucia Marinho Marques Universidade de São Paulo; Faculdade de Medicina; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação
  • Elisabete Ferreira Mângia Universidade de São Paulo; Faculdade de Medicina; Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v21i1p10-14

Palavras-chave:

Transtornos relacionados ao uso de substâncias, Alcoolismo, Práticas em saúde, Concepcões e abordagens

Resumo

Este artigo busca apresentar um breve histórico do processo de conceituação do uso considerado como nocivo ou prejudicial e da denominada dependência de álcool, no campo da saúde. Com isto, espera-se fornecer elementos para problematizar a apropriação e o uso de tais conceitos e de modelos teórico-práticos construídos em torno a esta questão, no processo de formulação de práticas de atenção e cuidado à saúde de sujeitos com problemáticas decorrentes do uso de substâncias psicoativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-04-01

Como Citar

Marques, A. L. M., & Mângia, E. F. (2010). A construção dos conceitos de uso nocivo ou prejudicial e dependência de álcool: considerações para o campo de atenção e cuidado à saúde . Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 21(1), 10-14. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v21i1p10-14

Edição

Seção

Artigo Original