Apoio matricial e terapia ocupacional: uma experiência de abordagem na saúde da criança

  • Juliana Aparecida Gomes
  • Cristiane Miryam Drumond de Brito
Palavras-chave: Terapia ocupacional, Saúde da criança, Saúde da família

Resumo

No Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família e Comunidade, da Universidade Federal de São Carlos, a Terapia Ocupacional desenvolve o papel de matriciamento em diferentes equipes de saúde da família, e amplia novas habilidades de se trabalhar em um processo de trabalho inovador. O relato de experiência aqui apresentado irá refl etir sobre o trabalho como apoiador matricial, no período de outubro de 2010 a março de 2011, em uma das áreas estratégicas contidas nas diretrizes dos Núcleos de Apoio a Saúde da Família (NASF): a Saúde da Criança. A terapeuta ocupacional residente inseriu-se nos cenários de trabalho de duas equipes de saúde da família em dois territórios periféricos na cidade de São Carlos. Para realizar o matriciamento considerou as potencialidades dos territórios, as praticas das equipes de referência e os trabalhos construídos pela equipe de residentes. Inseriu-se no processo de trabalho corresponsabilizando-se com a dinâmica da Unidade de Saúde da Família. O matriciamento ocorria nos processos grupais existentes na unidade, nas reuniões de equipe, em capacitações e visitas domiciliares. O terapeuta ocupacional buscou facilitar o processo de ressignifi cação do cotidiano de pessoas e/ou coletivos, refl etindo sobre os sentidos e os modos de viver dos usuários.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-09-26
Como Citar
Gomes, J. A., & Brito, C. (2013). Apoio matricial e terapia ocupacional: uma experiência de abordagem na saúde da criança. Revista De Terapia Ocupacional Da Universidade De São Paulo, 24(1), 81-86. https://doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v24i1p81-86
Seção
Artigo Original