Doença fabricada ou induzida pelos cuidadores

maus-tratos graves e silencioso

Autores

  • Carmen Silvia Molleis Galego Miziara Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
  • Virginia Aparecida Gelmeti Serrano Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
  • Emílio Zuolo Ferro Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto Oscar Freire
  • Ivan Dieb Miziara Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v25i1p28-31

Palavras-chave:

Síndrome de Munchausen Causada por Terceiro, Maus-Tratos Infantis, Convulsões, Doenças do Sistema Nervoso Central

Resumo

A doença fabricada ou induzida pelo cuidador, também conhecida como síndrome de Munchausen por procuração, é uma das formas graves de maus-tratos, na qual o cuidador,  geralmente a mãe biológica da criança, exagera ou causa deliberadamente sintomas na criança, assim, o seu diagnóstico torna-se difícil de ser realizado. Diversos métodos podem ser utilizados pelo perpetrador para produzir os sinais e sintomas na criança, os quais, em grande parte, são compatíveis com as enfermidades observadas nessa época da vida, dificultando ainda mais seu reconhecimento. As consequências advindas da falha diagnóstica são inúmeras, incluindo sofrimento físico e emocional decorrentes dos meios diagnósticos aplicados e eventos adversos a medicamentos desnecessários. A utilização de insulina para desencadear crises epilépticas de origem metabólica e de medicamentos antiepilépticos para induzir reações motoras e cognitivas podem ser artifícios frequentes empregados pelo agressor. Este estudo teve como objetivo relatar o caso de um menino diagnosticado com encefalopatia epiléptica, cujos sinais e sintomas, como foi descoberto posteriormente, eram produzidos pela mãe por meio da administração de insulina, de fenobarbital e de carbamazepina. A importância dessa discussão versa sobre a necessidade de os médicos ficarem atentos a esse possível diagnóstico. Alguns critérios podem ser considerados na busca pelo diagnóstico correto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-07-03

Como Citar

Miziara, C. S. M. G., Serrano, V. A. G., Ferro, E. Z., & Miziara, I. D. (2020). Doença fabricada ou induzida pelos cuidadores: maus-tratos graves e silencioso. Saúde, Ética & Justiça (e-ISSN 2317-2770), 25(1), 28-31. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v25i1p28-31

Edição

Seção

Relato de caso