Privacidade exposta

  • Regina Zilberman
Palavras-chave: privacidade, ficção, leitura, carta

Resumo

Examinam-se tragédias de Eurípedes e epístolas de Ovídio, para verificar a fabricação da privacidade na correspondência representada na ficção. Contrapõem-se os textos clássicos ao diálogo epistolar trocado entre Capistrano de Abreu e Machado de Assis a propósito da natureza romanesca de Memórias póstumas de Brás Cubas. Palavras-chave privacidade; ficção; leitura; carta

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Regina Zilberman
é graduada em Letras pela UFRGS, doutorou-se na Universidadede Heidelberg, Alemanha. Foi Honorary Research Fellow na London University e fez pós-doutorado na Brown University, EUA. Foi professora titular da PUCRS
Publicado
2008-12-18
Como Citar
Zilberman, R. (2008). Privacidade exposta. Teresa, (8-9), 84-100. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/teresa/article/view/116693
Seção
Diálogos