Romantismo brasileiro e a "musa popular do Norte"

  • Sílvia Maria Azevedo Universidade Estadual de São Paulo
Palavras-chave: Franklin Távora, folclore, nacionalismo

Resumo

Sob o influxo alemão, o culto das tradições populares no sentido da valorização do povo, da exaltação nacionalista ou humanitária do passado foi um dos traços marcantes do romantismo. Além de compactuar com a valorização das origens da nacionalidade, Franklin Távora estará empenhado em acentuar o espírito científico de suas pesquisas sobre o folclore, a exemplo das “Lendas e tradições populares do Norte”, publicadas na Ilustração Brasileira, em 1877.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sílvia Maria Azevedo, Universidade Estadual de São Paulo
Sílvia Maria Azevedo é professora do Departamento de Literatura, UNESP-Assis, com Bolsa de Produtividade em Pesquisa/CNPq. Atua nas áreas de Teoria Literária, Literatura Brasileira e Literatura Comparada. Principais publicações: Brasil em imagens. Um estudo da revista Ilustração Brasileira (1876-8). São Paulo: Editora da UNESP, 2011; História de quinze dias, História de trinta dias. Crônicas de Machado de Assis – Manassés. Organização, prefácio e notas de Sílvia Maria Azevedo. São Paulo: Editora da UNESP, 2011; Paul Valéry. Meu Fausto. Introdução, tradução e notas de Lídia Fachin e Sílvia Maria Azevedo. São Paulo: Ateliê, 2011.
Publicado
2013-12-23
Como Citar
Azevedo, S. (2013). Romantismo brasileiro e a "musa popular do Norte". Teresa, (12-13), 130-143. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/teresa/article/view/99067