Tecendo diálogos: Han Kang, Van Gogh e Henri Meschonnic

Autores

  • Maria Sílvia Cintra Martins Universidade Federal de São Carlos. Departamento de Letras

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.v38p22-45

Palavras-chave:

Jogo de espelhos, Panrítimica, Silêncio, Poema, Leçons de Grec

Resumo

Neste trabalho, busco esclarecimentos a respeito de diferentes obras de diferentes autores por meio da metodologia do ‘jogo de espelhos’ (Martins 2020), que possui afinidade com os estudos comparados e é tributária do paradigma indiciário (Ginzburg 1989). Aspectos teóricos da proposta da Antropologia da Linguagem, do linguista, poeta e tradutor francês Henri Meschonnic, são colocados em diálogo, primeiro com a obra Leçons de Grec (Kang 2019); em seguida com trecho da carta 179 de Van Gogh (Van Gogh Museum 2009). Obtenho, dessa forma, certos esclarecimentos a respeito da proposta literária da escritora coreana Han Kang; de eventual projeto de tradução para a carta 179 do pintor holandês Vincent Van Gogh, a qual ainda não possui tradução para a língua portuguesa; também, de aspectos ainda não muito bem compreendidos e difundidos da obra de Henri Meschonnic.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Sílvia Cintra Martins, Universidade Federal de São Carlos. Departamento de Letras

Departamento de Letras, Programa de Pós Graduação em Linguística - PPGL/UFSCar

Referências

BENJAMIN, W. A tarefa do tradutor. In: Escritos sobre mito e linguagem. São Paulo: Editora 34, 2011: 101-119.

CAMPOS, H. A língua pura na teoria da tradução de Walter Benjamin. Revista USP, São Paulo (33). Março/Maio, 1997: 161-170.

DEGUY, M. Un serial killer: Henri Meschonnic. Sommaire, 165, Presses Universitaires de France, 2001: 110-112.

DERRIDA, J. O monolinguismo do outro – Ou a prótese da origem. Porto: Campo das Letras, 2001.

GINZBURG, C. Mitos, emblemas e sinais: morfologia e história. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

KANG, H. Leçons de grec. Paris: Le Serpent à Plumes, 2019.

MARTINS, M. S. C. Ecos da Antígona na Lavoura de Nassar. Translatio. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2017. http://seer.ufrgs.br/index.php/translatio/article/view/70434

MARTINS, M. S. C. A tradução como procedimento poético de repetição. Rónai: Revista de Estudos Clássicos e Tradutórios –V.6 N.1. Juiz de Fora: UFJF, 2018:72-83. https://ronai.ufjf.emnuvens.com.br/ronai/article/view/250/170

MARTINS, M. S. C. O poder das palavras: em sua força poética, xamânica e tradutória. Campinas: Mercado de Letras, 2020.

MESCHONNIC, H. Critique du rythme: anthropologie historique du language. Paris: Verdier, 1982.

MESCHONNIC, H. Poétique du traduire. Paris: Verdier, 1999.

MESCHONNIC, H. La force du langage. In: CHISS, J.-L.; DESSONS, G. (Ed.). La force du langage. Rythme, discours, traduction. Autour de l’oeuvre d’Henri Meschonnic. Paris: Honoré Champion, 2000.

MESCHONNIC, H. La rime et la vie. Paris: Verdier, 2006a.

MESCHONNIC, H. Et la terre coule. Paris: Arfuyen, 2006b.

MESCHONNIC, H. Oui, qu’appelle-t-on penser? In: DESSONS, G.; MARTIN, S.; MICHON, P. Henri Meschonnic, la pensée et le poème. Paris: In Press, 2005.

MESCHONNIC, H. Dans le bois de la langue. Paris: Éditions Laurence Teper, 2008.

MESCHONNIC, H. Pour sortir du postmoderne. Paris: Klincksieck, 2009.

MESCHONNIC, H. Poética do Traduzir. São Paulo: Perspectiva, 2010.

MESCHONNIC, H. The Rhythm Party Manifesto. Thinking Verse I, 2011: 161-173.

SILVEIRA, N. V. G. Para ler Van Gogh: Tradução comentada da Carta 179 de Vincent van Gogh a seu irmão Theo. Dissertação de Mestrado. TRADUSP, 2020.

VAN GOGH MUSEUM. Van Gogh as a letter-writer: A new edition. Vincent van Gogh. The Letters. Amsterdam, 2009. Disponível em: http://vangoghletters.org/vg/letters/let179/letter.html. Acesso em 08/02/2020.

ZILLY, B. Lavoura arcaica “lavoura poética” lavoura tradutória: historicidade, atualidade e transculturalidade da obra-prima de Raduan Nassar. Estud.soc.agric, Rio de Janeiro, vol. 17, no. 1, 2009: 5-59.

Downloads

Publicado

2021-02-23

Como Citar

Martins, M. S. C. (2021). Tecendo diálogos: Han Kang, Van Gogh e Henri Meschonnic. Tradterm, 38, 22-45. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.v38p22-45

Edição

Seção

Número Especial III JOTA

Dados de financiamento