No-país-do-tempo-que-foi: os quintais de Ernesto Lara Filho

Autores

  • Andrea Cristina Muraro Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2526-303X.v0i31-32p27-36

Palavras-chave:

Ernesto Lara Filho. Espaço. Infância. Literatura angolana

Resumo

Na obra do poeta angolano Ernesto Lara Filho, a representação literária da cidade de Benguela é privilegiada, bem como a infância e seu espaço de evocação: o quintal. Em virtude disso, neste texto, observa-se seu projeto estético, a saber: peculiaridades da biografia do autor e intertextos, filiados ao macrossistema de literaturas de língua portuguesa

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andrea Cristina Muraro, Universidade de São Paulo

Professora doutora da Universidade de São Paulo – USP

Downloads

Publicado

2012-12-20

Como Citar

Muraro, A. C. (2012). No-país-do-tempo-que-foi: os quintais de Ernesto Lara Filho. África, (31-32), 27-36. https://doi.org/10.11606/issn.2526-303X.v0i31-32p27-36

Edição

Seção

Artigos