Quelques remarques sur l’épistemologie des études africaines

Autores

  • Carlos Pimenta Université de Porto. Faculté d’Economie

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2526-303X.v0i33-34p69-83

Palavras-chave:

Epistemologia. Estudos Africanos. África

Resumo

O método do conhecimento depende do objeto do conhecimento. Estudar África é interpretar, compreender e sentir a plenitude de sua complexidade. Compreender e sentir exige ser. A especialização do conhecimento científico, indubitavelmente fundamental, está na confrontação com a totalidade da realidade africana a estudar, e esta confrontação impõe um duplo processo científico de cognição: (1) o uso da interdisciplinaridade; (2) leitura crítica da capacidade de cada disciplina produto da cultura e da história, para o estudo da realidade africana. O segundo aspecto nos leva diretamente para o multiculturalismo, embora também possa influenciar essa função crítica. A sociedade africana nos aconselha a articulação do conhecimento com a ação pragmática de conhecimento. E um esclarecimento e hierarquização de objetivos só podem ser feitos por africanos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Pimenta, Université de Porto. Faculté d’Economie

Professeur de la Faculté d’Economie, Université de Porto, Portugal

Publicado

2014-12-20

Como Citar

Pimenta, C. (2014). Quelques remarques sur l’épistemologie des études africaines. África, (33-34), 69-83. https://doi.org/10.11606/issn.2526-303X.v0i33-34p69-83

Edição

Seção

Artigos