A problemática da pesquisa sobre História de Angola

Autores

  • Aurora Fonseca Ferreira Secretaria da Cultura. Centro Nacional de Documentação e Investigação Histórica, Angola
  • Ana Paula Ribeiro Tavares Secretaria da Cultura. Centro Nacional de Documentação e Investigação Histórica, Angola

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2526-303X.v0i9p80-90

Resumo

Num momento de reconstrução nacional e de luta pela independência econômica, novas condições estão (ou deviam ser) criadas para o estudo da história de Angola. Várias perspectivas se nos põem, quando quase tudo está por fazer. Poucos dados possuímos que façam luz sobre as situações, as transformações, que, do ponto de vista interno, se operaram entre (com) os povos que habitam o território, hoje República Popular de Angola. É frequente a pergunta: Quando é que temos uma história de Angola? Interrogamo-nos então e com certa apreensão, sobre que história se fala: História política? História econômica? História Social? História de cada povo que integra o espaço geográfico Angola? Ou do passado a partir do momento em que se poderá considerar Angola como entidade geográica, político-administrativa e cultural?

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

1986-03-25

Edição

Seção

Comunicações

Como Citar

A problemática da pesquisa sobre História de Angola. África, [S. l.], n. 9, p. 80–90, 1986. DOI: 10.11606/issn.2526-303X.v0i9p80-90. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/africa/article/view/95910.. Acesso em: 24 jul. 2024.