Novos movimentos sociais no Brasil e a cobertura midiática: um estudo comparativo entre os editoriais dos jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo sobre as manifestações de julho de 2013

Autores

  • Maria Elisabete Antonioli Escola Superior de Propaganda e Marketing

Palavras-chave:

editoriais, jornais, jornalismo, manifestações, protestos

Resumo

Este trabalho apresenta um estudo comparativo entre os editoriais dos jornais Folha de S. Paulo (FSP) e O Estado de S. Paulo (OESP) sobre as manifestações ocorridas no país, no mês de junho de 2013, as reivindicações presentes nesses protestos e a posição das autoridades. A Folha de S. Paulo publicou, no mês de junho, 16 editoriais a respeito, e o jornal O Estado de S. Paulo apresentou 18. Os referenciais metodológicos escolhidos para esta pesquisa estão amparados na Análise de Conteúdo, em termos quantitativo e qualitativo, conforme os estudos de Laurence Bardine estudos de Jornalismo Comparado, criado por Jacques Kayser e apresentado no Brasil por José Marques de Melo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Elisabete Antonioli, Escola Superior de Propaganda e Marketing

Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e como pós-doutorado na mesma instituição. É coordenadora e professora do Curso de Jornalismo da ESPM-SP

Downloads

Publicado

2015-10-06

Como Citar

Antonioli, M. E. (2015). Novos movimentos sociais no Brasil e a cobertura midiática: um estudo comparativo entre os editoriais dos jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo sobre as manifestações de julho de 2013. Revista Alterjor, 12(2), 135-148. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/alterjor/article/view/aj12-a010