Meu corpo é a minha luta diária

uma análise crítica da performance Espaço do Silêncio, de Nina Caetano

Autores

  • Mirela Ferreira Ferraz Universidade Estadual de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-3999.v8i1p189-199

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar a performance Espaço do silêncio, de Nina Caetano, a fim de discutir a dimensão crítica do trabalho no que se refere, sobretudo, à violência contra a mulher. Pretende-se analisar como a ação performativa realizada na rua redimensiona as fronteiras entre artista e público, tornando-se um dispositivo político de combate contra a violência em questão.

Palavras-chave: Performance de rua, Violência de gênero, Violência contra a mulher.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mirela Ferreira Ferraz, Universidade Estadual de Santa Catarina

Doutoranda em Teatro pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Mestre em História Social da Arte pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Graduada em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop).

Downloads

Publicado

2018-10-25

Como Citar

Ferraz, M. F. (2018). Meu corpo é a minha luta diária: uma análise crítica da performance Espaço do Silêncio, de Nina Caetano. Revista Aspas, 8(1), 189-199. https://doi.org/10.11606/issn.2238-3999.v8i1p189-199