TRADUÇÃO CULTURAL E POLÍTICA EM HOMI BHABHA: RECEPÇÃO DE A TAREFA DO TRADUTOR DE WALTER BENJAMIN

  • Rodrigo Souza Fontes de Salles Graça Mestre em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná.
Palavras-chave: tradução cultural – Homi Bhabha – Walter Benjamin – política – cultura.

Resumo

Neste artigo é realizado análise do conceito de tradução cultural nos escritos do crítico literário Homi Bhabha (da década de 1980 a 2000) a partir de sua recepção de A Tarefa do Tradutor (1921), de Walter Benjamin. São destacadas a política e a noção de cultura implicadas na elaboração do conceito de tradução cultural, tendo em vista o vocabulário “benjaminiano”, tais como traduzibilidade, intraduzível, intenção (intencionalidade) e outros. Para tanto, são brevemente perpassadas as referências de Bhabha: à literatura de Salman Rushdie, às migrações contemporâneas e aos documentos da Índia colonial. Argumentamos que a recepção de A Tarefa do Tradutor mostra-se seminal nos textos de Bhabha para proposta político-analítica de destaque da alteridade pela tradução cultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-04-14
Como Citar
Graça, R. (2016). TRADUÇÃO CULTURAL E POLÍTICA EM HOMI BHABHA: RECEPÇÃO DE A TAREFA DO TRADUTOR DE WALTER BENJAMIN. Cadernos De Ética E Filosofia Política, 2(27), 96-113. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/cefp/article/view/114391
Seção
Artigos