Perfil e percepções de futuras educadoras do campo a partir do ingresso em Universidade Pública

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1678-4634202147222383

Palavras-chave:

Camponesas, Estudantes, Mulheres do campo, Perfil

Resumo

O presente estudo teve por objetivo reunir antecedentes, motivações e percepções das futuras professoras formadas no Curso de Licenciatura em Educação do Campo (LEDUC) da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), a partir do ingresso no curso. A partir de instrumentos de pesquisa misto de caráter quantitativo e qualitativo (questionário estruturado com questões abertas e fechadas e entrevista semiestruturada) e da análise de conteúdo dos discursos obtidos, discutimos e refletimos a respeito de duas dimensões fundamentais: o perfil das mulheres estudantes que buscam a Educação do Campo e a percepção delas a respeito do impacto em suas vidas após o ingresso na universidade. O perfil das mulheres é de idade inferior a 28 anos, moradoras do campo, solteiras e sem filhos. Cursaram o ensino médio em escolas do campo e encontraram na LEDUC a possibilidade de ingresso no ensino superior devido a vários fatores, dentre eles, o método da Pedagogia da Alternância, no qual se alterna o processo de ensino-aprendizagem entre o tempo-universidade e o tempo-comunidade, possibilitando, assim, que estudem de acordo com suas condições objetivas. Tais mulheres ainda não estão inseridas profissionalmente nas escolas do campo, se identificam como estudantes, enfrentaram desafios relacionados a questões de gênero e acreditam que o curso propiciou uma mudança na relação com a vida no campo, profissional (35%), doméstica (31%) e socialmente (30%). Refletimos que a inserção dessas mulheres no curso favorece a tomada de outros papéis sociais fazendo com que se reconheçam como sujeitas atuantes na construção da Educação do Campo, na universidade e em suas comunidades, a partir da valorização de seu modo de vida e dos saberes associados, além de contribuir com a transformação da cultura patriarcal tão presente na cultura do campesinato.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-04-12

Como Citar

Gisloti, L. J. ., Santos, D. M. dos ., Santos, C. M. dos ., & Silva, S. P. da . (2021). Perfil e percepções de futuras educadoras do campo a partir do ingresso em Universidade Pública. Educação E Pesquisa, 47, 1-19. https://doi.org/10.1590/S1678-4634202147222383

Edição

Seção

Artigos