Fomentando as Indústrias Criativas: uma Análise das Políticas Federais para o Audiovisual no Brasil

Autores

  • Fábio Ferreira
  • Othon Jambeiro

DOI:

https://doi.org/10.11606/extraprensa2014.85197

Resumo

Esse paper apresenta os resultados de uma pesquisa financiada pelo CNPq para estudar o fomento à produção audiovisual no Brasil. A pesquisa baseou-se no conceito de indústrias criativas e possuía três objetivos: caracterizar as ações correntes do governo federal de fomento à produção audiovisual; compreender as relações entre as ações de fomento e o conceito de indústrias criativas; identificar as redes que se formam entre os atores envolvidos na elaboração de políticas de fomento para o setor. O método incluiu: análise de websites, questionários e entrevistas. Os resultados demonstraram que as políticas de fomento são fortemente marcadas por suporte financeiro, mas, também, por esforços para gerar sustentabilidade econômica das firmas no setor audiovisual. Os fomentadores indicam como necessidades no setor: mais informações sobre o mercado audiovisual; melhor capacitação em negócios entre os produtores; e maiores recursos orçamentários e humanos para implementar as políticas. Os agentes fomentadores usam o conceito de indústrias criativas, mas ele não é um elemento central nas suas políticas. Eles estabelecem relações entre si para as ações de fomento, mas nem todos se relacionam com todos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio Ferreira

PhD pela University of Texas at Austin - Professor da Universidade Federal da Bahia

Othon Jambeiro

PhD pela University of Westminster - Professor da Universidade Federal da Bahia

Downloads

Publicado

2015-05-07

Como Citar

Ferreira, F., & Jambeiro, O. (2015). Fomentando as Indústrias Criativas: uma Análise das Políticas Federais para o Audiovisual no Brasil. Revista Extraprensa, 8(1), 90-100. https://doi.org/10.11606/extraprensa2014.85197