Avaliação Programática do Estudante: Estratégia Institucional para Melhor Cumprir as Funções da Avaliação Educacional

Autores

  • Luiz Ernesto de Almeida Troncon Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Clínica Médica

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2525-376X.v1i1p53-58

Palavras-chave:

Avaliação Educacional, Avaliação do Estudante, Avaliação dos Processos de Ensino e Aprendizagem.

Resumo

Avaliar o estudante consiste em obter informações sobre o seu desempenho em diferentes domínios, tendo em vista que se cumpram três funções principais: tomar decisões sobre o progresso dele no curso (avaliação somativa), fomentar o aprendizado (avaliação formativa) e contribuir para o controle da qualidade do processo educacional (avaliação informativa). A avaliação programática do aluno de graduação constitui forma inovadora de aplicar com maior eficiência os princípios e métodos da avaliação educacional, para que esta realize com maior eficácia suas atribuições. Na avaliação programática, os procedimentos avaliativos são de responsabilidade da instituição, que define um programa de avaliação centralizado, abrangente e uniforme, no qual professores e coordenadores de disciplina desempenhem diferentes papéis. Este artigo discute as principais funções da avaliação do estudante e as dificuldades para cumpri-las, bem como trata das metas e características mais notáveis da avaliação programática. Consideram-se também aspectos relativos à implantação e ao funcionamento de sistemas estruturados para a avaliação programática do estudante de graduação e a evolução e o estado atual dessa nova prática.

Referências

BOK, Harold G.; TEUNISSEN, P. W.; FAVIER, R. P.; RIETBROEK, N. J.; THEYSE, L. F.; BROMMER, H.; HAARHUIS, J. C.; VAN BEUKELEN, P.; VAN DER VLEUTEN, C. P. M.; JAARSMA, D. A. “Programmatic Assessment of Competency-based Workplace Learning: When Theory Meets Practice”. BMC Med Educ., vol. 13, n. 1, 2013, p. 1.

DIJKSTRA, Joost; GALBRAITH, R.; HODGES, B. D.; MCAVOY, P. A.; MCCRORIE, P.; SOUTHGATE, L. J.; VAN DER VLEUTEN, C. P. M.; WASS, V.; SCHUWIRTH, L. W. “Expert Vali-dation of Fit-for-purpose Guidelines for Designing Programmes of Assessment”. BMC Med Educ., vol. 12, n. 1, 2012, p. 20.

DRIESSEN, Erik W.; VAN TARTWIJK, J.; GOVAERTS, M.; TEUNISSEN, P.; VAN DER VLEUTEN C. P. M. “The Use of Programmatic Assessment in the Clinical Workplace: A Maastricht Case Report”. Med Teach, vol. 34, n. 3, 2012, pp. 226-31.

MUSICK, David W. “A Conceptual Model for Program Evaluation in Graduate Medical Education”. Acad Med, vol. 81, n. 8, 2006, pp. 759-765.

NORCINI, John; ANDERSON, B.; BOLLELA, V.; BURCH, V.; COSTA, M. J.; DUVIVIER, R.; GALBRAITH, R.; HAYS, R.; KENT, A.; PERROTT, V.; ROBERTS, T. “Criteria for Good Assessment: Consensus Statement and Recommendations from the Ottawa 2010 Conference”. Med Teach, vol. 33, n. 3, 2011, pp. 206-214.

RICKETTS, Chris & BLIGH, J. “Developing a ‘Frequent Look and Rapid Remediation’ Assessment System for a New Medical School. Acad Med. 86, n.1, 2011, pp. 67-71.

SCHUWIRTH, Lambert & ASH, J. “Assessing Tomorrow’s Learner: In Competency-based Education Only a Radically Different Holistic Method of Assessment Will Work: Six Things We Could Forget”. Med Teach., vol. 35, n. 7, 2013, pp. 555-560.

SCHUWIRTH, Lambert W. T. & VAN DER VLEUTEN, C. P. M. “Programmatic Assessment: From Assessment of Learning to Assessment for Learning”. Med Teach, vol. 33, n. 6, 2011, pp. 478–485.

______. “Programmatic Assessment and Kane’s Validity Perspective”. Med Educ., vol. 46, n. 1, 2012, pp. 38-48.

VAN DER VLEUTEN, Cees P. M.; SCHUWIRTH, L. W. T.; DRIESSEN, E. W.; GOVAERTS, M. J. B.; HEENEMAN, S. “Twelve Tips for Programmatic Assessment.” Med Teach, vol. 37, n. 7, 2015, pp. 641-646.

VAN DER VLEUTEN, Cees P. M.; SCHUWIRTH, L. W.; DRIESSEN, E. W.; DIJKSTRA, J.; TIGELAAR, D.; BAARTMAN, L. K.; VAN TARTWIJK, J. “A Model for Programmatic Assessment Fit for Purpose”. Med Teach, vol. 34, n. 3, 2012, pp. 205–214.

VAN DER VLEUTEN, Cees P. M. & SCHUWIRTH L.W. “Assessing Professional Compe-tence: From Methods to Programmes”. Med Educ., vol. 39, n. 3, 2005, pp. 309-317.

VELOSKI, Jon; BOEX, J. R.; GRASBERGER, M. J.; EVANS, A.; WOLFSON, D. B. “Systematic Review of the Literature on Assessment, Feedback and Physicians’ Clinical Performance: BEME Guide No. 7”. Med Teach, vol. 28, n. 2, 2006, pp. 117-128.

VIANNA, Heraldo Marelin. Introdução à Avaliação Educacional. São Paulo: IBRASA, 1989.

Downloads

Publicado

2016-07-18

Como Citar

Troncon, L. E. de A. (2016). Avaliação Programática do Estudante: Estratégia Institucional para Melhor Cumprir as Funções da Avaliação Educacional. Revista De Graduação USP, 1(1), 53-58. https://doi.org/10.11606/issn.2525-376X.v1i1p53-58

Edição

Seção

Artigos