Biografias e autobiografias como fontes de informação e memória

Autores

  • Rita de Cássia Gonçalves Universidade Federal de Minas Gerais. Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação
  • Fabrício José Nascimento da Silveira Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Ciência da Informação

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v12i1p82-103

Palavras-chave:

Biografia, Autobiografia, Biblioteconomia, Fontes de informação, Memória social

Resumo

Este artigo tem por objetivo explorar a dupla função do gênero biografia: fonte de informação e memória. Amparado em revisão bibliográfica inscrita em perspectivas multidisciplinares, buscou-se apreender as especificidades do gênero biográfico e caracterizar as produções dele derivadas – notadamente as biografias e autobiografias – tanto como fontes de informação quanto como recursos sociais de produção e disseminação de memórias individuais, sociais e históricas. Como resultado, pontua-se que os escritos autobiográficos e as biografias, por estarem intimamente imbricados ao “espírito de sua época”, não devem ser percebidos como uma narrativa caracterizada pela sucessão de eventos encadeados cronológica e linearmente, mas, antes, como fruto de escolhas, negociações e contingências que, em seu conjunto, modulam uma imagem razoavelmente delineada de determinado sujeito e de suas experiências vivenciais. Nesses termos, podem nos informar sobre as circunstâncias históricas, políticas, culturais e sociais de uma época, tanto quanto sobre as singularidades de uma vida privada, seja ela de pessoas comuns ou daqueles que se tornaram “heróis nacionais” ou, ainda, modelos de virtude.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rita de Cássia Gonçalves, Universidade Federal de Minas Gerais. Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação

Mestra em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Brasil.

Fabrício José Nascimento da Silveira, Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Ciência da Informação

Doutor em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Brasil.

Professor da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais – ECI/UFMG, Brasil.

Referências

AGOSTINHO, Santo. O homem e o tempo. In: AGOSTINHO, Santo. Confissões. São Paulo: Nova Cultural, 1999. p. 309-340. (Os Pensadores).

ARFUCH, Leonor. (Auto)biografía, memoria e historia. Clepsidra: Revista Interdisciplinaria de Estudios sobre Memoria, Buenos Aires, n. 1, marzo 2014, p. 68-81.

ARFUCH, Leonor. O espaço biográfico: dilemas da subjetividade contemporânea. Rio de Janeiro: Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2010.

BERND, Zilá. Por uma estética dos vestígios memoriais: releitura da literatura contemporânea das Américas a partir dos rastros. Belo Horizonte: Fino Traço: 2013.

BURKE, Peter. A invenção da biografia e o individualismo renascentista. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 10, n. 19, p. 83-98, jul. 1997. Disponível em: https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2038/1177. Acesso em: 06 maio 2018.

CAMPELLO, Bernadete Santos; CENDÓN, Beatriz Valadares; KREMER, Jeannette Marguerite. (org.). Fontes de informação para pesquisadores e profissionais. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2000.

CAPURRO, Rafael; HJORLAND, Bieger. O conceito de informação. Perspectivas da Ciência da informação, Belo Horizonte, v. 12, n. 1, jan./abr. 2007. Disponível em https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362007000100012. Acesso em: 24 nov. 2020

CARVALHO, Maria da Conceição. Cordialmente, Eduardo Frieiro: fragmentos (auto) biográficos. 2008. 366f. Tese (Doutorado em Letras) – Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008.

CHARAUDEAU, Patrick. Para uma nova análise do discurso. In: CARNEIRO, Agostinho Dias (org.). O discurso da mídia. Rio de Janeiro: Oficina do autor, 1996. p. 5-44.

CHAUÍ, Marilena. Convite à filosofia. São Paulo: Ática, 2006.

COSTA, Luciano Bedin da. Biografema como estratégia biográfica: escrever uma vida com Nietzsche, Deleuze, Barthes e Henry Miller. 2010. 180f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

CUNHA, Murilo Bastos; CAVALCANTI, Cordélia Robalinho de O. Dicionário de biblioteconomia e arquivologia. Brasília: Briquet de Lemos, 2008.

GONDAR, Jô. Cinco proposições sobre memória social. Revista Morpheus: estudos interdisciplinares em Memória Social, Rio de Janeiro, v. 9, n. 15, p. 19-40, 2016. (Edição Especial: Por que memória social?). Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/morpheus/article/view/5475. Acesso em: 23 nov. 2020.

DOSSE, François. O desafio biográfico: escrever uma vida. São Paulo: EDUSP, 2015.

GINZBURG, Jaime. Prefácio. In: BERND, Zilá. Por uma estética dos vestígios memoriais: releitura da literatura contemporânea das Américas a partir dos rastros. Belo Horizonte: Fino Traço, 2013. p. 11-12.

HARTOG, François. Entrevista concedida a Mariza Romero. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 35, n. 70, July/Dec. 2015. Disponível em https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-01882015000200281&script=sci_arttext Acesso em: 17 mar 2019.

ISAACSON, Walter. Leonardo da Vinci. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2007.

LE COADIC, Yves-François. A ciência da informação. Brasília: Briquet de Lemos, 1996.

LE GOFF, Jacques. São Luís: biografia. 5. ed. Rio de Janeiro: Record, 2014.

LEJEUNE, Philippe. O pacto autobiográfico: de Rousseau à internet. Belo Horizonte: UFMG, 2014.

LORIGA, Sabina. O pequeno X: da biografia à história. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

MOLLOY, Sylvia. Vale o escrito: a escrita autobiográfica na América Hispânica. Chapecó: Argos, 2003.

MUELLER, Suzana Pinheiro Machado. A ciência, o sistema de comunicação científica e a literatura científica. In: CAMPELLO, Bernadete S; CENDÓN, Beatriz Valadares; KREMER, Jeannette Marguerite. (org.). Fontes de informação para pesquisadores e profissionais. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2000. p. 21-34

OLIVEIRA, Maria da Glória de. Escrever vidas, narrar a história: a biografia como problema historiográfico no Brasil oitocentista. Rio de Janeiro: FGV, 2011.

PINHEIRO, L. V. R. Fontes ou recursos de informação: categorias e evolução conceitual. Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia, João Pessoa, v. 1, n. 1, 2006. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/pbcib/article/view/8809/4716. Acesso em: 24 nov. 2020.

SCHMIDT, Benito Bisso (org.). O biográfico: perspectivas interdisciplinares. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2000.

SILVA, Sheila dos Santos; MOREIRA, Maria Elisa Rodrigues. Escritas de si e espaço biográfico: revisão teórico-crítica. MEMENTO: Revista de Linguagem, Cultura e Discurso Mestrado em Letras, Departamento de Letras – UNINCOR, Três Corações, n. 2, p. 1-19, jul./dez., 2016. Disponível em: http://periodicos.unincor.br/index.php/memento/article/view/3780/2788. Acesso em: 24 nov. 2020.

SILVA, Wilton Carlos Lima da. Biografias: construção e reconstrução da memória. Fronteiras: Revista de História - PPGH/FCH/UFGD, Dourados, v. 11, n. 20, p. 151-166, jul./dez. 2009.

SOUZA, Eneida Maria de. Modernidades alternativas na América Latina. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009.

STAROBINSKI, Jean. Jean-Jacques Rousseau: a transparência e o obstáculo. São Paulo: Companhia da Letras, 2011.

VIANNA, Márcia; MARQUES JR., Alaor. Fontes biográficas. In: CAMPELLO, Bernadete; CALDEIRA, Paulo da Terra. Introdução às fontes de informação. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. p. 43-51.

ZILBERMAN, Regina et al. As pedras e o arco: fontes primárias, teoria e história da literatura. Belo Horizonte: UFMG, 2004.

Downloads

Publicado

2021-06-16

Como Citar

GONÇALVES, R. de C.; SILVEIRA, F. J. N. da. Biografias e autobiografias como fontes de informação e memória. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, [S. l.], v. 12, n. 1, p. 82-103, 2021. DOI: 10.11606/issn.2178-2075.v12i1p82-103. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/incid/article/view/178542. Acesso em: 18 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos