Acessibilidade informacional para pessoas com deficiência visual em uma biblioteca universitária

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v12i1p104-124

Palavras-chave:

Acessibilidade informacional, Pessoa com deficiência visual, Biblioteca universitária

Resumo

Procura verificar se há acessibilidade informacional para pessoas com deficiência visual em uma biblioteca universitária, levando-se em consideração tipos de acessibilidade como a arquitetônica, comunicacional e instrumental. A pesquisa é um estudo de caso, complementado por revisão bibliográfica. Como instrumento de levantamento de dados, utilizou-se de checklist, que contempla itens referentes às normas e legislações inerentes à acessibilidade para pessoas com deficiência. É uma pesquisa de natureza aplicada, de caráter exploratório e descritivo. A abordagem dos dados é de natureza qualitativa. Com o estudo, a discussão sobre o tema chama atenção para práticas mais efetivas de acessibilidade informacional para pessoas com deficiência visual em bibliotecas universitárias e aspectos intrínsecos à função fim de disseminar a informação para um público específico. Conclui-se que a acessibilidade informacional na biblioteca pesquisada se dá de forma parcial, visto que o acesso efetivo à informação no espaço físico apresenta ausência de requisitos elencados nas normas e recomendações de acessibilidade, embora haja instrumentos adequados e convenientes para prestação de serviços e produtos informacionais adaptados para este público.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria José Rodrigues de Castro, Universidade Federal do Cariri

Mestre em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Cariri – UFCA, Brasil.

Marcus Vinicius de Oliveira Brasil, Universidade Federal do Cariri

Doutor em Administração de Empresas. Pós-Doutor em Administração e Controladoria pela Universidade Federal do Ceará – UFC, Brasil. Professor Adjunto da Universidade Federal do Cariri – UFCA, Brasil.

Coordenador do NERMS/UFCA e Vice-Coordenador INGETI/UFCA

Referências

ABNT. NBR 14022: Acessibilidade em veículos de características urbanas para o transporte coletivo de passageiros. Rio de Janeiro, 2011.

ABNT. NBR 14718: esquadrias-corpos para edificação: requisitos, procedimentos e métodos de ensaio. Rio de Janeiro, 2019.

ABNT. NBR 16537: Sinalização tátil no piso: diretrizes para elaboração e projetos de instalação. Rio de Janeiro, 2016.

ABNT. NBR 9050: acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. 4. ed. Rio de Janeiro, 2020.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Tradução de Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 1977.

BRASIL. Lei 13.146 de 06 de julho de 2015. Institui a lei brasileira de inclusão da pessoa com deficiência (estatuto da pessoa com deficiência). Brasília, DF, 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm. Acesso em: 25 jan. 2016.

D’ABREU, João Vilhete Viegas et al. Maquete tátil da biblioteca central césar lattes da UNICAMP: uma experiência. Rev. ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 13, n. 1, p. 268-275, jan/jun. 2008. Disponível em: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/560/685. Acesso em: 07 jan. 2019.

FERNANDES, Joana D’ Arc Páscoa Bezerra. Diagnóstico da acessibilidade informacional na Biblioteconomia brasileira. 119 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/bitstream/riufc/33425/3/2018_dis_jdpbfernandes.pdf. Acesso em: 07 jun. 2019.

FERREIRA, Gabriela Ayres; CIANCONI, Regina de Barros. Acessibilidade dos deficientes visuais e cegos às informações de Bibliotecas Universitárias na web. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 21, n. 2, p. 151-163, maio./ago. 2011.Disponívem em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/10248. Acesso em: 07 jun. 2019.

GIL. Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5.ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GIL. Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2011.

IBGE. Censo Demográfico 2010: releitura dos dados de pessoas com deficiência no Censo Demográfico 2010 à luz das recomendações do Grupo de Washington: nota técnica n. 1, jul. 2018.

MALHEIROS, Tania Milca de Carvalho. Produtos e serviços de informação para pessoas com deficiência visual. Orientador: Murilo Bastos da Cunha. 2019. 561f. Tese (Doutorado em ciência da informação) – Faculdade de Ciência da Informação, UNB, Brasília, 2019. Disponível em: https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/34969/1/2019_TaniaMilcadeCarvalhoMalheiros.pdf. Acesso em: 30 set. 2020.

NICOLETTI. Tamini Farias. Checklist para bibliotecas: um instrumento de acessibilidade para todos. 2010.Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Biblioteconomia e Comunicação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/28114/000766975.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 10 nov. 2019.

PASSOS, Jeane dos Reis; VIEIRA, Ricardo Quintão. Desenvolvendo competências em formação para deficiêntes visuais: estudo de caso. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 13, n. 1, p. 276-281, jan./jun. 2008. Disponível em: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/559/684. Acesso em: 17 out. 2019.

PUPO, Daise Tallarico; CARVALHO, Silvia Helena Rodrigues de; OLIVEIRA, Vanessa Cristina. Educação inclusiva e bibliotecas acessíveis. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v.13, n.1, p.259-267, jan./jun., 2008. Disponível em: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/562/686. Acesso em: 17 out. 2019.

RONCHETTI, Eduardo. Conheça as principais diferenças entre a NBR 9050:2015 e 2020. [ S. l.: s. n.], 2020. 1 vídeo (93 min). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=jfdMjQUxXgE&t=1370s. Acesso em: 30 out. 2020.

SANTOS, Christiane Gomes dos; ARAÚJO, Wagner Junqueira de. Acessibilidade informacional: um estudo sobre configurações de segurança em objetos digitais acessíveis segundo análise de aceitação por pessoas com deficiência visual. Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação e Biblioteconomia, João Pessoa, v. 10, n. 2, p. 209-222, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/pbcib/article/view/26227/14203. Acesso em: 02 dez. 2019.

SASSAKI, Romeu Kazumi. Inclusão: acessibilidade no lazer, trabalho e educação. Revista Nacional de Reabilitação (Reação), São Paulo, Ano XII, mar./abr. 2009, p. 10-16. Disponível em: https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/211/o/SASSAKI_-_Acessibilidade.pdf?1473203319. Acesso em: 02 dez. 2019.

SCOTT JÚNIOR, Valmôr. Acessibilidade às pessoas com deficiência na educação superior: Universidade Federal de Santa Maria – RS. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 10,; SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE REPRESENTAÇÕES

SOCIAIS, SUBJETIVIDADE E EDUCAÇÃO, 1., 2011, Curitiba. Anais [...]. Curitiba: PUCPR, 2011. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/CD2011/pdf/5737_2649.pdf. Acesso em 10 nov. 2019.

SOUZA, Osvaldo de; TABOSA, Hamilton Rodrigues. Virando a página: um novo conceito de acessibilidade na web para deficientes visuais. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 24, n. 1, p. 145-161, jan./abr. 2014. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/16366. Acesso em: 2 out. 2019.

TORRES, Elizabeth Fátima; MAZZONI, Alberto Angel; ALVES, João Bosco da Mota. A acessibilidade à informação no espaço digital. Ciência da Informação, Brasília, v. 31, n. 3, p. 83-91, set./dez. 2002. Disponível em: Disponível em: http://revista.ibict.br/cienciadainformacao/index.php/ciinf/article/view/153/132. Acesso em: 20 jan. 2016.

UFPI. Biblioteca. [Teresina], 2016. Disponível em: http://www.ufpi.br/bccb. Acesso em: 15 ago. 2016.

VIGENTIM, Uilian Donizeti. Tecnologia assistiva: analisando espaços de acessibilidade às pessoas com deficiência visual em universidades públicas, 2014. 123 f. Dissertação. (Mestrado em Educação Escolar) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, 2014. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/115666/000809686.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 25 set. 2016.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Tradução de Daniel Grassi. 3. ed. São Paulo: Bookman, 2005.

Downloads

Publicado

2021-06-16

Como Citar

CASTRO, M. J. R. de .; BRASIL, M. V. de O. Acessibilidade informacional para pessoas com deficiência visual em uma biblioteca universitária. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, [S. l.], v. 12, n. 1, p. 104-124, 2021. DOI: 10.11606/issn.2178-2075.v12i1p104-124. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/incid/article/view/178690. Acesso em: 19 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos