O sagrado e o profano na urbanidade: Borges — Análise do poema "Carnicería"

  • Victor de Lima Torquato de Andrade Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Borges, análise poética, sagrado e profano, vanguarda latino-americana.

Resumo

Este ensaio lança luz ao desdobramento dialético do sagrado e do profano contidos no poema "Carnicería", já que a análise de tal binômio é capaz de evidenciar a forma como Borges rompe com tradições acerca de imagens comuns da urbanidade: sejam elas uma rua, um açougue ou uma casa de prostituição. E é justamente no momento em que colocamos a lupa científica sobre esta quebra de tradições que vemos surgir o sangue vanguardista do poeta: vemos o transmutar de conteúdos semânticos, as surpresas advindas das articulações entre o antigo e o novo, e uma singular redefinição estética. Ademais, a presente análise procurou respeitar a dinâmica do olhar: cada verso foi analisado na própria sequência do poema, assim, mantendo-se fiel à sucessão de imagens que o poeta construiu, buscando mimetizar o gesto de ler o poema, e de se pensar enquanto se lê.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Victor de Lima Torquato de Andrade, Universidade de São Paulo

Estudante do quarto ano de Graduação em Letras – Português/Espanhol da Universidade de São Paulo. Escritor de poesias.

Publicado
2018-04-28
Como Citar
Andrade, V. (2018). O sagrado e o profano na urbanidade: Borges — Análise do poema "Carnicería". La Junta (São Paulo), 2(1), 65-70. https://doi.org/10.11606/issn.2594-7753.lajunta.2018.145737
Seção
Dossiê: A poesia vanguardista Hispano-americana