Notícias

  • Submissões prorrogadas: Dossiê A Poética Negra feminista situa o pensamento político

    2021-06-29

    SUBMISSÕES PRORROGADAS: até 31/08/2021

    chamada-dossie-raa.jpg

    Em 1950, o poeta, ensaísta e ativista Aimé Césaire afirmava que não seria possível pensar o fascismo sem olhar para a colonização. Em 1956, o psiquiatra e revolucionário Frantz Fanon apontava que o racismo, longe de ser mero resquício passado, ou tão-somente uma "disposição de espírito" por parte de certos indivíduos, seria estruturante das sociedades modernas. Inspirado por tais intelectuais engajados e pelo trabalho da filósofa e artista Denise Ferreira da Silva, este dossiê propõe examinar, em termos tanto de forma quanto de conteúdo, as implicações mais amplas ao fazer teórico político ao se tomar a sério o problema da violência genocida imposta aos corpos e territórios não brancos no presente global composto por suas arquiteturas coloniais em termos políticos, econômicos e simbólicos. 

    Para atender a questão “por que a morte de jovens negr*s pelas mãos de agentes do Estado não causa uma crise ética global?”, Ferreira da Silva entende que, em termos analíticos, é preciso ir além de apelos morais ou mesmo de uma perspectiva inclusiva. Embora esta última seja necessária, a autora afirma que, mesmo que pessoas não brancas adquiram direitos, estes colapsam toda vez que o Estado se utiliza de suas forças de autopreservação. Em direção ao “fim do mundo como conhecemos”, com a Poética Negra Feminista — práxis radical elaborada por Ferreira da Silva — procuramos chamar a atenção para a racialidade como produtora da própria universalidade, inscrita nos textos, corpos, territórios e instituições. Entendemos, portanto, que nenhuma análise política deveria deixar de levar em consideração a questão da racialidade e do roubo de terras nativas.

    Este dossiê pretende reunir trabalhos que partam da realidade violenta imposta pelo racismo, pelo colonialismo e pelo sexismo, contribuindo, por um lado, para se pensar criticamente as bases ontoepistemológicas do pensamento político moderno, e fomentando, por outro, a imagiação do político em termos que não coincidam com a expansão do Estado-nação. Visando à desnaturalização da violência genocida, aceitamos artigos que busquem evidenciar a presença do racial e do colonial em textos escritos durante a colonização e o advento dos Estados-nação que são caros ao pensamento político ocidental moderno, ao pensamento político brasileiro e latino-americano, de modo a cobrir a atual lacuna de perspectivas críticas neste campo de estudos no Brasil. Também são bem-vindos trabalhos que tragam para o debate a contribuição de autor*s sistematicamente apagad*s para se (re)pensar o fazer político. Assim, reuniremos também, neste dossiê, narrativas outras — isto é, contra, antes e além da violência total — sobre o existir político, bem como reflexões críticas acerca da relação entre forma e conteúdo no fazer teórico político.

    Os artigos serão aceitos até 31/08/2021 pelo sistema on-line da Revista Leviathan. Além da chamada pública, o dossiê contará com artigos de pessoas convidadas, entrevistas com pensador*s relevantes na área de estudos, traduções e elaborações em formatos diversos.

    Organizadoras: Nathália Carneiro e Léa Tosold

    Saiba mais sobre Submissões prorrogadas: Dossiê A Poética Negra feminista situa o pensamento político
  • Chamada para Dossiê "Teoria Política e Democracia"

    2020-11-03

     

    Os últimos anos têm sido marcados pela proliferação de debates sobre “crise das democracias”, tanto no âmbito acadêmico quanto na esfera pública de modo mais geral. A  crise dos partidos políticos tradicionais, a emergência de governos ou regimes com propensão populista, autoritária ou extremista, a dificuldade de assegurar os direitos humanos ou de minorias em contextos de polarização ou de radicalismo político, a compatibilidade ou incompatibilidade entre democracia e desigualdades profundas, e a dificuldade crescente de conciliar princípios constitucionais com o respeito da “vontade majoritária” expressa nas urnas têm sido alguns dos temas levantados por esse debate contemporâneo sobre “crise das democracias”.

    Esta proposta de dossiê pretende reunir artigos que tragam contribuições de áreas consagradas da Teoria Política para pensar esses desafios enfrentados pelas democracias no mundo contemporâneo. Por um lado, serão aceitos artigos que estabeleçam alguma relação entre esses desafios atuais e temas clássicos tratados pela Teoria Política ao longo de sua história, como a tensão entre soberania (popular) e direitos humanos, ou temas clássicos do Pensamento Político Brasileiro, como os impasses da formação do Estado brasileiro e o patrimonialismo. Por outro lado, serão aceitos artigos que relacionem os desafios atuais das democracias a debates da Teoria Política Normativa contemporânea, como a tolerância esperada em relação a discursos de ódio ou antidemocráticos e a relação entre legitimidade democrática e justiça social.

    Além da chamada pública, o dossiê contará com artigos de professor/as convidado/as, entrevistas com pesquisadore/as  da área de Teoria Política e traduções realizadas pela equipe editorial.

    Para acesso às normas de submissão da Revista: Diretrizes para autoras

    Para acesso ao guia de fluxo de avaliação da Revista: Fluxo Editorial Leviathan

    Organizadore/as

    Felipe Freller
    Gabriela Rosa
    Lilian Sendretti

    Saiba mais sobre Chamada para Dossiê "Teoria Política e Democracia"
  • Alteração do sistema OJS da Revista Leviathan

    2018-08-14

    Prezados e prezadas,

    A revista Leviathan, como todas do portal USP, migrou pra nova versão do Open Journal Systems!

    Caso tenham dificuldade de acesso ao novo portal, atualizem a página do seu browser (ou então acessem usando outro browser ou uma navegação anônima).  

    Não deixem de nos escrever caso tenham problemas (revleviathan@gmail.com)!

    Equipe Leviathan

    Saiba mais sobre Alteração do sistema OJS da Revista Leviathan