A comunicação como estratégia para a participação do cidadão no estado democrático de direito

Autores

  • Patrícia Cerqueira Reis Escola Superior de Propaganda e Marketing

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2011.139090

Palavras-chave:

Cidadania. Democratização. Estado democrático de direito. Comunicação. Lobby.

Resumo

Este artigo propõe analisar a função estratégica que a comunicação, como mecanismo de estímulo ao diálogo e participação, ocupa no modelo constitucional de estado democrático de direito. Por meio de uma pesquisa conceitual nos campos do direito constitucional, da teoria política e da comunicação pública discute-se que o reconhecimento dos diferentes grupos civis organizados, a participação e a pressão desses grupos por seus interesses por meio do lobby na formulação e implementação de políticas públicas fazem parte do modelo democrático adotado no Brasil a partir de 1988.

 

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Patrícia Cerqueira Reis, Escola Superior de Propaganda e Marketing
    Mestre em comunicação pela Escola de Comunicações da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO-UFRJ). Especialista em Análise de Políticas Públicas pelo Instituto de Economia da UFRJ. Especialista em Administração e Sistemas de Informação pela Universidade Federal Fluminense (Casi-UFF). Pesquisadora e professora da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM-RJ). Consultora em gestão de comunicação e marketing territorial

Downloads

Publicado

2011-06-26

Como Citar

REIS, Patrícia Cerqueira. A comunicação como estratégia para a participação do cidadão no estado democrático de direito. Organicom, São Paulo, Brasil, v. 8, n. 14, p. 145–158, 2011. DOI: 10.11606/issn.2238-2593.organicom.2011.139090. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/organicom/article/view/139090.. Acesso em: 30 maio. 2024.