Da ciência de aprender a se ajudar livremente pela ação recíproca dos homens uns sobre os outros

Autores

  • Rodolfo Witzig Guttilla Natura

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2011.139091

Palavras-chave:

Alexis de Tocqueville. Associativismo. Lobby. Advocacy. Constituição de 1988.

Resumo

A garantia à livre associação pacífica é um dos esteios das liberdades individuais. Ao investigar a natureza do individualismo e a reação da sociedade democrática a essa pulsão, Alexis de Tocqueville nota que “dificilmente se tira um homem de si mesmo para interessá-lo pelo destino de todo o Estado”. (...). Mas, se é preciso fazer passar uma estrada junto do seu domínio, ele verá desde o primeiro olhar que existe uma relação entre essa pequena questão pública e os seus maiores negócios privados e descobrirá (...) o estreito laço que une aqui o interesse particular ao interesse geral. É nessa arena, por vezes conflituosa, que surgem as práticas da advocay e do lobby.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodolfo Witzig Guttilla, Natura

Mestre em Antropologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Pós-graduado em Ciências Sociais pela PUC-SP. Diretor de assuntos corporativos e relações governamentais da Natura. Presidente do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje).

Downloads

Publicado

2011-06-26

Como Citar

GUTTILLA, R. W. Da ciência de aprender a se ajudar livremente pela ação recíproca dos homens uns sobre os outros. Organicom, [S. l.], v. 8, n. 14, p. 159-166, 2011. DOI: 10.11606/issn.2238-2593.organicom.2011.139091. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/organicom/article/view/139091. Acesso em: 26 fev. 2024.