A ocupação do espaço público para a resolução de conflitos: construindo cidades criativas

Autores

  • Elisangela Machado Mortari Universidade Federal de Santa Maria. Departamento de Ciências da Comunicação

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2015.139299

Palavras-chave:

Conflitos. Espaço público. Cidades criativas.

Resumo

A proposta deste artigo é provocar um novo percurso que conduza as organizações para a superação do estado de crise, levandoasao entendimento do conflito como inerente a todos os ambientes sociais, culturais e econômicos. O primeiro passo está noconhecimento da ação organizacional frente à ocupação do espaço público como lugar empreendedor de indústrias criativas econsequentemente formador de cidades criativas. A sinergia das organizações na ocupação do lugar público permitirá que osconflitos sejam conduzidos ao status de produção de afetos, gerando bem-estar social, cultural e econômico para os cidadãos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elisangela Machado Mortari, Universidade Federal de Santa Maria. Departamento de Ciências da Comunicação

Doutora e mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Graduação em Comunicação Social – Relações Públicas pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Professora associada do Departamento de Ciências da Comunicação da UFSM. Coordenadora da Agência Experimental de Relações Públicas da UFSM.

Downloads

Publicado

2015-12-14

Como Citar

MORTARI, E. M. A ocupação do espaço público para a resolução de conflitos: construindo cidades criativas. Organicom, [S. l.], v. 12, n. 23, p. 98-109, 2015. DOI: 10.11606/issn.2238-2593.organicom.2015.139299. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/organicom/article/view/139299. Acesso em: 4 mar. 2024.