Comunicação, mobilização social e cidadania: aprendendo com a vigilância cívica do terceiro setor

Autores

  • Wilson da Costa Bueno Universidade Metodista de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2017.139358

Palavras-chave:

Mobilização Social • Terceiro Setor • Comunicação Comunitária • Cidadania.

Resumo

A comunicação comunitária desempenha papel fundamental no processo de autoemancipação dos movimentos populares, contribuindo para incrementar a sua autonomia e a sua visibilidade. As organizações do terceiro setor elaboram projetos, utilizam canais e discursos que têm estimulado o debate sobre direitos humanos, sustentabilidade e liberdade de expressão, entre outros temas atuais e relevantes. Neste artigo, descrevemos e analisamos as estratégias comunicacionais de dois de seus mais destacados representantes: o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e o Greenpeace.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wilson da Costa Bueno, Universidade Metodista de São Paulo

Doutor e mestre em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Graduado em Jornalismo pela ECA-USP. Especialista em Comunicação Rural pela ECA-USP. Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Metodista de São Paulo (Umesp).

Downloads

Publicado

2017-09-13