Violência organizacional

reflexões a partir da perspectiva dos estudos para a paz

Autores

  • Gisela Gonçalves European Communication and Research Education Association (Ecrea)
  • Raquel Cabral Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (Faac) da Unesp
  • Jorge Salhani Universidade Estadual Paulista (Unesp)

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2018.150586

Palavras-chave:

Violência organizacional, Estudos para paz, Colonização corporativa, Ética

Resumo

Este artigo tem como objetivo refletir sobre a noção de violência organizacional na perspectiva crítica dos estudos para a paz (Peace Studies), em especial a discussão em torno das tipologias de violência de Johan Galtung diante dos princípios que orientam condutas éticas e responsáveis nas organizações privadas, públicas e do terceiro setor. Como principais resultados, foram apresentadas as bases sobre os mecanismos de legitimação da violência organizacional a partir de alguns exemplos descritivos, questionando práticas que naturalizam tais violências.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gisela Gonçalves, European Communication and Research Education Association (Ecrea)

• Doutora em Ciências da Comunicação
• Mestre em Ciências da Comunicação
• Licenciada em Comunicação Social pela Universidade Beira Interior (UBI)
• Coordenadora da Seção de Comunicação Estratégica e Organizacional da European Communication and Research Education Association (Ecrea)
• Secretária-geral da Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação (Sopcom)
• Professora do Departamento de Comunicação e Artes da Faculdade de Artes e Letras da UBI

Raquel Cabral, Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (Faac) da Unesp

• Pós-doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP)
• Doutora em Comunicação
• Mestre em Estudos Internacionais de Paz, Conflitos e Desenvolvimento pelo Instituto Interuniversitário de Desenvolvimento Social e Paz (Iudesp) vinculado à Cátedra Unesco de Filosofia para a Paz da Universitat Jaume I, Espanha
• Mestre em Comunicação Midiática
• Bacharel em Comunicação Social – Relações Públicas pela Universidade Estadual Paulista (Unesp)
• Professora do Departamento de Comunicação da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (Faac) da Unesp

Jorge Salhani, Universidade Estadual Paulista (Unesp)

• Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (Faac), da Universidade Estadual Paulista (Unesp)
• Bacharel em Comunicação Social – Jornalismo pela Faac/Unesp

Downloads

Publicado

2018-09-25