Transparência como indício de credibilidade em iniciativas de jornalismo independente — o caso Agência Pública

Autores

  • Edgard Patrício Universidade Federal do Ceará
  • Raphaelle Christine Batista de Lima Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2022.188013

Palavras-chave:

Jornalismo independente, Credibilidade, Transparência, Agência pública

Resumo

Confiança é o que sustenta a relação entre uma organização jornalística e sua audiência. A partir do conceito de credibilidade, analisamos como o discurso institucional de “transparência” corrobora com a construção de relações de confiança entre organizações de jornalismo independente e suas audiências. Observamos em textos institucionais da Agência Pública, de 2011 a 2019, distintos marcadores de credibilidade vinculados à transparência, ora específicos das iniciativas independentes, ora próximos das organizações jornalísticas do mainstream.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Edgard Patrício, Universidade Federal do Ceará

    Mestre e doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará. Professor do curso de Jornalismo e do programa de pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal do Ceará (UFC). Coordenador do grupo de pesquisa Práxis no Jornalismo (PráxisJor).

  • Raphaelle Christine Batista de Lima, Universidade Federal do Ceará

    Mestre em Comunicação pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Coordena a comunicação da Escola Porto Iracema das Artes, vinculada à Secretaria da Cultura do Ceará.

Referências

ANDERSON, Christopher W.; BELL, Emily; SHIRKY, Clay. Post-Industrial Journalism: Adapting to the Present. Geopolitics, History, and International Relations v. 7, n. 2, 2015, pp. 32-123 Disponível em: https://www.jstor.org/stable/26805941 Acesso em: 20 jan. 2023.

BATISTA, Raphaelle. Credibilidade no jornalismo independente: uma análise do ethos discursivo da Agência Pública. 2020. 175 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Instituto de Cultura e Arte, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2020.

PATRÍCIO, Edgard. Confiança e Credibilidade encurtando as distâncias na educação pelo Rádio. 1999. Dissertação (Mestrado) — Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 1999.

BATISTA, Raphaelle. Agência pública e o uso de ferramentas de transparência como reforço de credibilidade no jornalismo independente. In: Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, 17, 2019, Goiânia. Anais..., 2019. Disponível em: https://sbpjor.org.br/congresso/index.php/sbpjor/sbpjor2019/paper/viewFile/2129/1045. Acesso em: 23 jan. 2023.

BENETTI, Marcia; HAGEN, Sean. Jornalismo e imagem de si: o discurso institucional das revistas semanais. Estudos em Jornalismo e Mídia, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 123-135, 2010.

BERGER, Christa. Em torno do discurso jornalístico. In: NETO, Antonio Fausto; PINTO, Milton José (Org.). O indivíduo e as mídias. Rio de Janeiro: Diadorim, 1996.

CANAVILHAS, João. O novo ecossistema mediático. Biblioteca On-line de Ciências da Comunicação, Portugal, 2010. Disponível em: http://www.bocc.ubi.pt/pag/canavilhas-joao-o-novo-ecossistema-mediatico.pdf. Acesso em: 22 nov. 2019.

CHARAUDEAU, Patrick. Discurso das mídias. São Paulo: Contexto, 2012.

CHRISTOFOLETTI, Rogério. Controversias entre la privacidad, el derecho alolvido y el interés público. In: CHRISTOFOLETTI, Rogério (org.). Privacidad, transparencia y éticas renovadas. Sevilha: Egregius, 2019. p. 49-69.

CHRISTOFOLETTI, Rogério. Novos pactos com os públicos e mais transparência. [s.l.], 2016. Disponível em:

https://medium.com/jornalismo-digital-no-brasil-em-2017/novos-pactos-com-os-p%C3%BAblicos-e-mais-transpar%C3%AAncia-6048fabbc6a1

Acesso em: 27 jun. 2017.

CHRISTOFOLETTI, Rogério; LAUX, Ana Paula França. Confiabilidade, credibilidade e reputação: no jornalismo e na blogosfera. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, São Paulo, v. 31, n. 1, p. 29-59, 2008.

NEWMAN, Nic; FLETCHER, Richard; SCHULZ, Anne; ANDI, Simge; NIELSEN, Rasmus Kleis. Reuters Institute Digital News Report 2020. [s.l.]: Reuters Institute; University of Oxford, 2020. Disponível em: https://reutersinstitute.politics.ox.ac.uk/sites/default/files/2020-06/DNR_2020_FINAL.pdf. Acesso em: 20 jan. 2023.FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. Rio de Janeiro: Forense Universidade, 2008.

FRANZONI, Sabrina; LISBOA, Silvia. Jornalismo e efeito de transparência: definições na teoria e na práxis. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISADORES EM JORNALISMO (SBPJor), 16., 2018, São Paulo. Anais… São Paulo: Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo, 2018. Disponível em: http://sbpjor.org.br/congresso/index.php/sbpjor/sbpjor2018/paper/viewFile/1507/908. Acesso em 20 jan. 2020.

HAN, Byung-Chul. A sociedade da transparência. Petrópolis: Vozes, 2017.

LACERDA, Daniela Maria de. O jornalismo digital independente no Brasil e a busca da credibilidade perdida. 2016. Dissertação (Mestrado em Comunicação) —Centro de Artes e Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2016. Disponível em: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/21304. Acesso em 20 jan. 2023.

LISBOA, Sílvia Saraiva de Macedo. Jornalismo e a credibilidade percebida pelo leitor: independência, imparcialidade, honestidade, objetividade e coerência. 2012. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Informação) — Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/54507. Acesso em 20 jan. 2023.

MAINGUENEAU, Dominique. A propósito do ethos. In: MOTTA, Ana Raquel; SALGADO, Luciana. (org.). Ethos discursivo. São Paulo: Contexto, 2008. p. 11-29.

MAINGUENEAU, Dominique. Cenas da enunciação. Curitiba: Criar, 2006.

MEYER, Philip. Os jornais podem desaparecer? Como salvar o jornalismo na era da informação. São Paulo: Contexto, 2007.

MICK, Jacques; TAVARES, Luisa. A governança do jornalismo e alternativas para a crise. Brazilian Journalism Research, [S. l.], v. 13, n. 2, p. 120-145, 2017.

MORAES, Fabiana; SILVA, Marcia Veiga da. A objetividade jornalística tem raça e tem gênero: a subjetividade como estratégia descolonizadora. In: ENCONTRO ANUAL DA COMPÓS, 28, 2019, Porto Alegre. Anais… Campinas, Galoá, 2019. Disponível em: https://proceedings.science/compos/compos-2019/trabalhos/a-objetividade-jornalistica-tem-raca-e-tem-genero-a-subjetividade-como-estrategi?lang=pt-br. Acesso em: 20 jan. 2023.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Análise de discurso: princípios e procedimentos. Campinas: Pontes, 2012.

PATRÍCIO, Edgard; BATISTA, Raphaelle. Elementos de identidade em iniciativas de jornalismo independente. Revista Extraprensa, [s.l], v. 13, n. 2, p. 217-231, 2020. Disponível em:

https://doi.org/10.11606/extraprensa2020.153326. Acesso em: 04 ago. 2020.

PÊCHEUX, Michel. Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. 3. ed. Campinas: Editora da Unicamp, 1997.

PERES-NETO, Luiz. Ética, comunicação e organizações: uma crítica à conversão da accountability e da transparência em metas corporativas. Lumina, [S. l.], v. 8, n. 2, 2015. doi: https://doi.org/10.34019/1981-4070.2014.v8.21109. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/lumina/article/view/21109. Acesso em: 27 jan. 2022.

ROTHBERG, Danilo. Transparência ativa em organizações governamentais de sustentabilidade ambiental. Organicom, [S. l.], ano 16, n. 31, p. 56-68, 2019. doi: https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2019.160442. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/organicom/article/view/160442/159275. Acesso em: 27 jan. 2022.

SEIXAS, Eunice Castro. A organização transparente: para uma perspetiva comunicacional e constitutiva da transparência digital. In: RUÃO, Teresa; NEVES, Ronaldo; ZILMAR, José. (ed.). A Comunicação Organizacional e os desafios tecnológicos: estudos sobre a influência tecnológica nos processos de comunicação nas organizações. Braga: CECS, 2017. p. 139-155.

SERRA, Paulo. O princípio da credibilidade na seleção da informação mediática. Animus: revista interamericana de comunicação midiática. Santa Maria, v. II, n. 1, pp. 37-49, 2003. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/animus/issue/view/599. Acesso em 20 jan. 2023.

WEINBERGER, David. Transparency is the New Objectivity. [S. l.], 2009. Disponível em: https://www.hyperorg.com/blogger/2009/07/19/transparency-is-the-new-objectivity/. Acesso em: 16 nov. 2020.

Downloads

Publicado

2023-03-15

Como Citar

PATRÍCIO, Edgard; LIMA, Raphaelle Christine Batista de. Transparência como indício de credibilidade em iniciativas de jornalismo independente — o caso Agência Pública. Organicom, São Paulo, Brasil, v. 19, n. 40, p. 267–278, 2023. DOI: 10.11606/issn.2238-2593.organicom.2022.188013. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/organicom/article/view/188013.. Acesso em: 15 abr. 2024.