Protocolo de Comunicação Comunitária voltado aos territórios, às comunidades e aos modos de vida no Maranhão

Autores

  • Amarilis Cardoso Santos Universidade Federal do Maranhão
  • Flávia Almeida Moura Universidade Federal do Maranhão

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-2593.organicom.2023.214466

Palavras-chave:

Comunidades, Território, Cultura, Modos de vida, Maranhão

Resumo

Protocolo de Comunicação Comunitária voltado aos territórios, às comunidades e aos modos de vida no Maranhão; um método de correlação entre a teoria e a prática a partir das particularidades desse território para assim se tornar uma possibilidade para o mercado adotar e reaplicar. Este artigo é resultado da nossa dissertação de mestrado que revisitou as teorias voltadas ao estudo da comunicação organizacional, comunicação comunitária e da alteridade, especialmente por meio do legado acadêmico da professora Cicilia Peruzzo, a fim de propiciar uma solução e contribuir com a área de comunicação comunitária no Maranhão ao se entregar um protocolo como forma de contribuição à ação da prática profissional a partir da contemplação do local.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Amarilis Cardoso Santos, Universidade Federal do Maranhão

    Mestra em Comunicação, Especialista em Jornalismo Cultural na Contemporaneidade e graduada em Relações Públicas pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA)

  • Flávia Almeida Moura, Universidade Federal do Maranhão

    Doutora em Comunicação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), professora do Departamento de Comunicação e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação/Mestrado Profissional da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Referências

ALVES, Elio de Jesus Pantoja; SANT’ANA JÚNIOR, Horácio Antunes; PEREIRA, Carla Assunção. Projetos de desenvolvimento e conflitos socioambientais no Maranhão. Revista dos Departamentos de Ciência Política e de Sociologia e Antropologia, Belo Horizonte, v. 18, n. 1, p. 97, 2010.

BARBOSA, Marialva Carlos; RIBEIRO, Ana Paula Goulart. Comunicação e história. Florianópolis: Isular, 2011.

CALLON, Michel. Por uma nova abordagem da ciência, inovação e do mercado, o papel das redes sócio-técnicas. In: PARENTE, André. Tramasn da rede: novas dimensões filosóficas, estéticas e políticas da comunicação. Porto Alegre: Silina, 2004.

CONTEÇOTE, Marcelo Luís. Metodologias de desenvolvimento comunitário: um olhar interdisciplinar. In: PERUZZO, Cicilia Maria Krohling; OTRE, Maria Alice Campagnoli (org.). Comunicação popular, comunitária e alternativa no Brasil: sinais de resistência e de construção da cidadania. São Bernardo do Campo: Umesp, 2015.

DESLAURIERS, Jean-Pierre; KÉRISIT, Michele. O delineamento da pesquisa qualitativa. In: POUPART, Jean; DESLAURIERS, Jean-Pierre; GROULX, Lionei-H.; LAPERRIERE, Anne; MAYER, Robert; PIRES, Álvaro. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos. Rio de Janeiro: Vozes, 2008.

KUNSCH, Margarida M. Krohling (org.). Relações públicas e modernidade: novos paradigmas na comunicação organizacional. São Paulo: Summus, 1997.

KUNSCH, Margarida M. Krohling. Comunicação organizacional estratégica: aportes conceituais e aplicados. São Paulo: Summus, 2016.

LÉVINAS, Emmanuel. Totalidade e infinito. Tradução de José Pinto Ribeiro. Lisboa: Editora 70, 1980.

MARCONDES FILHO, Ciro. Comunicação ou metodologia? A fundação de um campo da comunicação. São Paulo: Paulus, 2018.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Teoria das mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Tradução de Ronald Polito e Sérgio Alcides. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1997.

ONU – ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Declaração Universal dos Direitos Humanos da ONU. Geneve: ONU, 1948. Disponível em: http:/www.onu-brasil.org.br/documentos direitos humanos.php. Acesso em: 16 nov.2023.

PERUZZO, Cicilia Maria Krohling. Cidadania, comunicação e desenvolvimento social. In: KUNSCH, Margarida M. Krohling; KUNSCH, Waldemar Luiz (org.). Relações públicas comunitárias: a comunicação em uma perspectiva dialógica e transformadora. São Paulo: Summus, 2007.

PERUZZO, Cicilia Maria Krohling. Comunicação nos movimentos populares: a participação da construção da cidadania. São Paulo: Vozes, 1998.

SANTOS, Márcio Carneiro. Pesquisa aplicada em comunicação: o estranhamento da interdisciplinaridade que nos assombra. Comunicação & Inovação, São Caetano do Sul, v. 19, n. 41, p. 18-33, 2018.

TORQUATO, Francisco Gaudêncio. Da gênese do jornalismo empresarial e das relações públicas à comunicação organizacional no Brasil. In: KUNSCH, Margarida M. Krohling (org.). Comunicação organizacional: histórico, fundamentos e processos. São Paulo: Saraiva, 2009.

Downloads

Publicado

2023-12-29

Como Citar

SANTOS, Amarilis Cardoso; MOURA, Flávia Almeida. Protocolo de Comunicação Comunitária voltado aos territórios, às comunidades e aos modos de vida no Maranhão. Organicom, São Paulo, Brasil, v. 20, n. 43, p. 42–57, 2023. DOI: 10.11606/issn.2238-2593.organicom.2023.214466. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/organicom/article/view/214466.. Acesso em: 13 jun. 2024.