Paradoxo da liberdade: a reflexão sobre ser livre no pacto social de Jean-Jacques Rousseau

  • Isabelle Merlini Chiaparin Universidade Federal do ABC
Palavras-chave: Filosofia política, Liberdade civil, Contrato social, Jean-Jacques Rousseau

Resumo

Filósofo e romancista, Jean-Jacques Rousseau (1712-1778) pode ser considerado como um dos autores mais complexos da filosofia política. Buscando resolver a grande questão dessa área, a saber, como o Estado pode ser legitimado, Rousseau argumenta em prol de uma teoria do pacto, buscando justificar a existência do Estado enquanto uma instituição artificial, fundada pelos próprios homens. Apoiado na natureza humana, Rousseau tem por finalidade argumentar por que os homens devem se submeter ao Estado e de que forma isso lhes seria vantajoso. Tentando convencer os homens das benesses do estado civil, Rousseau faz um longo estudo sobre a questão da liberdade, desde sua forma mais primitiva, vivida pelo homem no estado de natureza contido no Segundo discurso, à sua forma mais evoluída, no estado civil, apresentada no Contrato social. Esse artigo se propõe a analisar a construção teórica do que seria ser livre nos dois momentos propostos por Rousseau, com o objetivo de explicitar como esse conceito é capaz de basear a argumentação do autor.

Referências

DERATHÉ, R. Rousseau e a ciência política de seu tempo. Trad. Natalia Maruyama. São Paulo: Editora Barcarrola; Discurso Editorial, 2009.
FORTES, L. R. S. Paradoxo do espetáculo: política e poética em Rousseau. São Paulo: Discurso Editorial, 1997.
____________. Rousseau: o bom selvagem. 2. ed. São Paulo: Discurso Editorial; Humanitas, 2007.
MARQUES, J. de O. A. Forçar-nos a ser livres? O paradoxo da liberdade no Contrato social de Jean-Jacques Rousseau. Cadernos de Ética e Filosofia Política, São Paulo, [S.1.], n. 16, p. 99-114, 2010. ISSN 2317-806X. Disponível em [http://www.revistas.usp.br/cefp/
article/view/82596/85559]. Acesso em: [15 jul. 2017].
NASCIMENTO, M. M. do. A vontade geral e o princípio da equidade. Cadernos de Ética e Filosofia Política, [S.l.], n. 21, p. 146-165, 2012. ISSN 2317-806X. Disponível em: [http://www.revistas.usp.br/cefp/article/view/56558/59614]. Acesso em: [16 jul. 2017].
_______________________. O Contrato Social – entre a escala e o programa. Discurso, São Paulo, n. 17, p. 119-130, 1988. ISSN 2318-8863. Disponível em: [http://www.revistas.usp.br/discurso/
article/view/37933/40660]. Acesso em: [17 jul. 2017].
OLIVEIRA, E. R. de. Ética em Jean Burlamaqui e o ensino conimbricense do direito natural. Revista Trans/form/ação, Universidade Estadual Paulista – São Paulo, v. 30, n. 1, p. 81-99, 2007.
ROUSSEAU, J.-J. Carta a Christophe de Beaumont e outros escritos sobre a religião e a moral. Trad. José Oscar de Almeida Marques. São Paulo: Estação Liberdade, 2005.
________________. Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens. Trad. Paulo Neves. Porto Alegre: L&PM Pocket, 2010.
________________. O contrato social. Trad. Paulo Neves. São Paulo: L&PM Pocket, 2012.
Publicado
2018-12-20
Como Citar
Chiaparin, I. (2018). Paradoxo da liberdade: a reflexão sobre ser livre no pacto social de Jean-Jacques Rousseau. Primeiros Escritos, (9), 47-63. https://doi.org/10.11606/issn.2594-5920.primeirosescritos.2018.153046
Edição
Seção
Artigos