Preto, gay e do Norte: ações afirmativas na pele

  • Anderson da Costa Pereira Universidade Federal do Rio de Janeiro. Museu Nacional
Palavras-chave: Ações afirmativas, Racismo, Pós-graduação, Grupos afro-brasileiros, Antropologia social

Resumo

Partindo de um convite para falar do ponto de vista de um aluno a respeito da política de ação afirmativa para ingresso em um dos mais importantes programas de pós-graduação do país, ofereço uma reflexão sobre as causas que levaram à necessidade dessa política: o racismo e as suas muitas e dissimuladas variantes em um país só constitucionalmente democrático e igualitário. Para tanto, apresento várias situações de minha história pessoal desde antes da graduação até hoje, articulando essas experiências com alguns dos principais argumentos contrários e favoráveis às políticas de acesso à pós-graduação que começam a ser implementadas no Brasil.
     

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anderson da Costa Pereira, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Museu Nacional
     
Publicado
2017-05-12
Como Citar
Pereira, Anderson. 2017. “Preto, Gay E Do Norte: Ações Afirmativas Na Pel”e. Revista De Antropologia 60 (1), 35-46. https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2017.132065.
Seção
Dossiê - Ações Afirmativas dos Programas de Pós-Graduação em Antropologia