A interligação da polivalência com a interdisciplinaridade e o ensino integrado das artes

Autores

  • Daiane Solange Stoeberl da Cunha Universidade Estadual Paulista
  • Sonia Albano de Lima Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.11606/rm.v20i1.167859

Palavras-chave:

Educação artística, Educação básica, Artes integradas, Produção artística contemporânea

Resumo

O presente artigo tem como objetivo discorrer e analisar a polivalência no ensino das Artes na Educação Básica Brasileira, sob uma perspectiva pedagógica interdisciplinar, com o intuito de afastar deste conceito o sentido pejorativo que lhe tem sido atribuído pelos educadores artísticos e pesquisadores da área. O artigo é parte da investigação de doutorado realizada no Brasil e na Espanha objetivando demonstrar a importância de se habilitar um docente para o ensino artístico na educação básica, capaz de ensinar e integrar as diversas linguagens artísticas. Para tanto foi realizada uma revisão de literatura voltada para a compreensão dos conceitos de polivalência, integração das artes e interdisciplinaridade, tanto no contexto educativo como profissional, tendo em vista a existência de uma produção artística contemporânea que cada vez mais integra as várias linguagens no seu produto final. A formação de um docente com um perfil polivalente agregado a uma perspectiva interdisciplinar, não só atende às prescrições legislativas destinadas a Educação Básica, como também viabiliza a formação de um docente capacitado para compreender mais intensamente a produção artística contemporânea e desenvolver com os alunos um ensino menos tecnicista, que privilegia a criatividade e os contextos socioculturais da Arte contemporânea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daiane Solange Stoeberl da Cunha, Universidade Estadual Paulista

Daiane Solange Stoeberl da Cunha é doutoranda em Música pelo Instituto de Artes da Unesp/SP. Mestre em Educação pela Universidade Federal do Paraná (2006), graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (2003). Especialista em Música Eletroacústica com ênfase em Composição pela UNESPAR- FAP (2016). Docente na Licenciatura em Arte na UNICENTRO desde 2008. Autora de livros e artigos nos seguintes temas: artes integradas, ensino de música contemporânea, interdisciplinaridade, formação docente, práticas criativas na educação musical e novas tecnologias.

Sonia Albano de Lima, Universidade Estadual Paulista

 Sonia Regina Albano de Lima é doutora em Comunicação e Semiótica - Artes (PUC/SP); pós-doutora em interdisciplinaridade e educação pelo GEPI-PUC/SP; pós-doutora em música pelo IA-UNESP; pós-graduação lato sensu em práticas instrumentais e música de câmara pela FMCG; especialização em interpretação musical e música de câmara com o Prof. Walter Bianchi ( FMCG); bacharelado em instrumento - piano (FMCG); bacharelado em direito (USP); licenciatura curta em educação musical e habilitação para o ensino de piano (Instituto Musical de São Paulo). Desde 2005 atua no Programa de Mestrado e Doutorado em Música do IA-UNESP. Possui livros, coletâneas, artigos e pesquisas envolvendo a interdisciplinaridade, música, performance e educação musical. Foi Presidente da ANPPOM de 2015 até 2019. 

Referências

ALCÂNTARA, Daniel Moreira de. Concursos públicos para docentes de arte em Pernambuco (2003-2013) 176p. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais). Universidade Federal de Pernambuco. Centro de Artes e Comunicação, Recife, 2014.

BARBOSA, Ana Mae. Arte-educação: conflitos/acertos. São Paulo: Max Limonad, 1988.

BARBOSA, Ana Mae. Entre memória e história. In: BARBOSA, A. M. (Org.). Ensino da arte: memória e história. São Paulo: Perspectiva, 2008. p. 1-26.

BARTHES, Roland. Image-Music-Text, trans. Stephen Heath. New York, Hill and Wang, 1977.

BERTI, Valdir Pedro. Interdisciplinaridade: um conceito polissêmico. 2007. 233 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) Universidade de São Paulo: São Paulo, 2007.

BEUYS, Joseph. Cada homem um artista. Porto: 7 Nós, 2011.

BIESDORF, Rosane Kloh. A arte nos contextos histórico-filosófico e do ensino no Brasil: uma abordagem a partir de aspectos teóricos e das distintas visões da comunidade escolar. 2012. 142 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2012.

BOSI, Alfredo. Reflexões sobre Arte. São Paulo: Ática, 1986.

BRANCO, Claudia Castelo. O Piano preparado e expandido no Brasil. Anppom... 2006. Disponível em: https://antigo.anppom.com.br/anais/anaiscongresso_anppom_2006 Acesso em: 14 nov 2018.

BRASIL. Conselho Federal de Educação. Parecer nº 540, de fevereiro de 1977. Sobre o tratamento a ser dado aos componentes curriculares previstos no art. 7.0 da Lei n. 5.692/71. Documento n. 195, Rio de Janeiro, fev. 1977. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/fe/article/viewFile/60447/58704 Acesso em: 15 fev 2020.

BRASIL. Conselho Federal de Educação. Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Básica. Parecer n. 16, de 05 de outubro de 1999. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional de Nível Técnico. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/1999/pceb016_99.pdf Acesso em: 15 fev 2020.

CARTAXO, Carlos. Amor invisível: artes e possibilidades narrativas. João Pessoa: Ed CCTA, 2015.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs. Capitalismo e Esquizofrenia. Trad. Aurélio Guerra Neto e Célia Pinto Costa. Rio de Janeiro: Editora 34, 1995. Disponível em: http://escolanomade.org/pensadores-textos-e-videos/deleuzegilles/mil-platos. Acesso em: 13 mai. 2015.

DINIZ, Juliane Aparecida Ribeiro. O percurso formativo musical de três professoras: papel da música na formação inicial e na atuação profissional. 2006. 128 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2006.

DISSANAYAKE, Ellen. Homo aestheticus: where art comes from and why. Seattle: University of Washington Press, 1995.

FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. Interdisciplinaridade: qual o sentido? São Paulo: Paulus, 2003.

FIGUEIREDO, Sérgio. L. F. A. Preparação musical de professores generalistas no Brasil. Revista da ABEM, Porto Alegre, V. 11, 55-61, set. 2004.

FIGUEIREDO, Sérgio. L. F. A. O processo de aprovação da Lei 11.769/2008 e a obrigatoriedade da música na Educação Básica. Anais do XV ENDIPE – Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino – Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente, Belo Horizonte, 2010. Painel.

FIGUEIREDO, Sérgio; MOTA, Graça. Estudo comparativo sobre a formação de professores de música em Portugal e no Brasil. Revista Educação. Santa Maria, v.37, n. 2, p. 273-290. Maio/ago, 2012.

FOUCAULT, Michel. As Palavras e as Coisas: uma arqueologia das Ciências Humanas. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

GRECO, Milton. Interdisciplinaridade e Revolução do Cérebro. São Paulo: Pancast, 1994.

GUSDORF, G. Conhecimento interdisciplinar. In: POMBO, O.; GUIMARÃES, H.M.; LEVY, T. Interdisciplinaridade: antologia. Porto, PT: Campo das Letras, 2006.

HENTSCHKE, Liane; DEL BEN, Luciana. (Orgs.). Ensino de música: propostas para pensar e agir em sala de aula. São Paulo: Ed. Moderna, 2003.

HOUAISS, Antonio.; VILLAR, Mauro de Salles. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. 2 ed. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

INVERNIZZI CASTILLO, Noela. Novos rumos do trabalho: mudanças nas formas de controle e qualificação da força de trabalho brasileira. Tese (Doutorado em Política Científica e Tecnológica) Unicamp: Campinas, 2000.

JAPIASSU, Hilton. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro, Imago, 1976.

KANDINSKY, Wassily. Wassily Kandinsky's Symphony of Colors. Disponível em: https://denverartmuseum.org Acesso em: 08 fev 2018.

KRAUSS, Rosalind. Sculpture in the expanded field. In: October 8, New York, (spring) 1979.

LIMA, Sonia Regina Albano de. Interdisciplinaridade: Uma Prioridade Para O Ensino Musical. Revista Música Hodie, 7(1). 2007. Disponível em: https://revistas.ufg.br/musica/article/view/1754 Acesso em: 26 out 2019.

LIMA, Sonia Regina Albano de; BRAZ, Ana Lucia Mogueira. Ensino musical sob uma perspectiva sensibilizadora. Revista Interdisciplinaridade. n.09, 2016.

OLIVEIRA, A. Educação musical em transição: jeito brasileiro de musicalizar. In: SIMPÓSIO PARANAENSE DE EDUCAÇÃO MUSICAL, 7, 2000, Curitiba. Anais... Curitiba, 2000.

PADOVANI, José Henrique; FERRAZ, Silvio. Proto-história, evolução e situação atual das técnicas estendidas na criação musical e na performance. Revista Música Hodie. V. 11, n. 2, 2011.

PAVIANI, Jayme. Interdisciplinaridade: Conceitos e Distinções. 3 ed. Ver. Caxias do Sul, RS: Educs, 2014.

PENNA, Maura. Reavaliações e Buscas em Musicalização. São Paulo: Loyola, 1995.

PENNA, Maura. Professores de música nas escolas públicas de Ensino Fundamental e médio: uma ausência significativa. Revista da ABEM, nº7, p. 7 a 19, Setembro de 2002. Disponível em: http://www.abemeducacaomusical.com.br/revista_abem/ed7/revista7_artigo1.pdf. Acesso em 20 dez. 2015.

PENNA, Maura. A formação inicial do professor de música: por que uma licenciatura? XVII CONFAEB. IV Colóquio de Arte, Florianópolis, 2007. Disponível em: http://aaesc.udesc.br/confaeb/Anais/maura_penna.pdf Acesso em: 24 abr.2017.

PENNA, Maura. Música(s) e seu ensino. 2. ed. Porto Alegre: Sulina, 2012.

QUILICI, Cassiano. O campo expandido: arte como ato filosófico. Sala Preta, 14(2), 1221, 2004.

RIBEIRO, José Mauro Barbosa. Trajetórias e políticas para o ensino das artes no Brasil: anais do XV Confaeb. Brasília: Ministério da Educação, 2009.

SANTAELLA, Lúcia. Linguagens líquidas na era da mobilidade. São Paulo : Paulus, 2007.

SANTIAGO, Silviano. Uma Literatura nos Trópicos. 2 ed. Rio de Janeiro: Rocco, 2000.

SOURIAU, Etienne. La Correspondencia de as Artes. México: FCE, 2016.

TOURINHO, Irene. Educação musical: parte integrante do currículo no ensino básico. In: XI Congresso Nacional da Federação de Arte- Educadores do Brasil, 1998, Brasília. Anais... Brasília: Federação de Artes- Educadores do Brasil, 1998. p. 167-176.

TOURINHO, Irene. A orientação geral para a área de arte e sua viabilidade. In: PENNA, Maura (coord.) É este o ensino de arte que queremos? uma análise das propostas dos Parâmetros Curriculares Nacionais. João Pessoa: Editora Universitária / UFPB, 2001. p. 31-55.

THI MIN-HA TRINH. Woman, Native, Other. Disponível em: https://www.asu.edu/pipercwcenter/how2journal/archive/print_archive/tmmwoman.htm l Acesso em: 25 out 2019.

VALENTE, Agnus. Heurística híbrida e processos criativos híbridos. Anais… Jornada de Pesquisa PPG IA UNESP, 2015.

VILLAR, Fernando Pinheiro. Três apontamentos e outra defesa de interdisciplinaridades ou hibridismos artísticos como modos de produção e significação no teatro contemporâneo. Conceição. Conception. Vol. 4. nº 2 - Dez/2015.

WEIL, Pierre; D’AMBROSIO, Ubiratan; CREMA, Roberto. Rumo à nova transdisciplinaridade: sistemas abertos de conhecimento. São Paulo: Editora Summus, 2017.

Downloads

Publicado

2020-07-05

Como Citar

Cunha, D. S. S. da, & Lima, S. A. de. (2020). A interligação da polivalência com a interdisciplinaridade e o ensino integrado das artes. Revista Música, 20(1), 97-120. https://doi.org/10.11606/rm.v20i1.167859

Dados de financiamento