Baixa adesão ao uso de medicamentos em pacientes com Síndrome do Intestino Curto dependentes de nutrição parenteral

Autores

  • Iahel M. L. Ferreira Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Clínica Médica. Divisão de Nutrologia
  • Camila B. M. Braga Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Divisão de Nutrologia
  • Nathalie L. S. Dewulf Universidade Federal de Goiás. Faculdade de Farmácia
  • Julio S. Marchini Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Divisão de Nutrologia
  • Selma F. C. Cunha Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Divisão de Nutrologia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v49i5p429-434

Palavras-chave:

Adesão à Medicação. Síndrome do Intestino Curto. Tratamento. Nutrição Parenteral

Resumo

Modelo do estudo: Transversal. Objetivo do estudo: Avaliar a adesão de pacientes com Síndrome do Intestino Curto ao tratamento medicamentoso por via oral. Casuística e Métodos: O estudo inclui 10 pacientes com Síndrome do Intestino Curto (SIC) acompanhados em unidade especializada de um hospital universitário. Todos os pacientes recebiam nutrição parenteral por no mínimo quatro meses. A casuística consistia em seis homens e quatro mulheres, com idade de 56 ± 13 anos e Índice de Massa Corporal de 18 ± 3kg/m2. Foram registradas informações sobre o uso de medicamentos no domicílio. A adesão ao tratamento medicamentoso foi avaliada pelo teste de Morisky e foi identificada a natureza do comportamento em relação à não adesão. Resultados Apenas 40% dos pacientes foram classificados como “mais aderentes”. Dentre os “menos aderentes”, a baixa adesão por associação do comportamento intencional e não intencional foi observada em três casos; dois pacientes apresentavam apenas o comportamento intencional e o comportamento não intencional foi documentado em um paciente. Conclusões: A maioria dos pacientes tem baixa adesão ao tratamento medicamentoso por via oral durante o período em que eles permanecem em seus domicílios. Tais resultados sugerem o desenvolvimento e a implementação de estratégias que visem à percepção da relevância do uso correto dos medicamentos e a promoção da adesão ao tratamento medicamentoso

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Iahel M. L. Ferreira, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Clínica Médica. Divisão de Nutrologia
    Farmacêutica, mestre. Divisão de Nutrologia, Departamento de Clínica Médica, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP–USP)
  • Camila B. M. Braga, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Divisão de Nutrologia
    Nutricionista, doutora. Divisão de Nutrologia, FMRP–USP
  • Nathalie L. S. Dewulf, Universidade Federal de Goiás. Faculdade de Farmácia
    Farmacêutica, doutora. Faculdade de Farmácia. Universidade Federal de Goiás
  • Julio S. Marchini, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Divisão de Nutrologia
    Docente. Médico, doutor. Divisão de Nutrologia, FMRP– USP
  • Selma F. C. Cunha, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Divisão de Nutrologia
    Docente. Médica, doutora. Divisão de Nutrologia, FMRP– USP

Downloads

Publicado

2016-11-30

Edição

Seção

Artigo Original

Como Citar

1.
Ferreira IML, Braga CBM, Dewulf NLS, Marchini JS, Cunha SFC. Baixa adesão ao uso de medicamentos em pacientes com Síndrome do Intestino Curto dependentes de nutrição parenteral. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30º de novembro de 2016 [citado 15º de abril de 2024];49(5):429-34. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/125603