Bócio retroesternal – incidência de câncer

Autores

  • Thiago Cerizza Pinheiro Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Hospital das Clinicas. Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço
  • Maissa Marçola Scandiuzzi Faculdade de Medicina de Jundiaí. Hospital Universitário
  • André Afonso Nimtz Rodrigues Faculdade de Medicina de Jundiaí. Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço
  • Fernando Antônio Maria Claret Alcadipane Faculdade de Medicina de Jundiaí. Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço
  • Ricardo Iwakura Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Hospital das Clínicas. Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço
  • Bruno Vallim Monazzi Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Hospital das Clínicas. Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço
  • Luiz Carlos Conti de Freitas Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Hospital das Clínicas. Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v50i1p47-52

Palavras-chave:

Tireóide. Bócio Retroesternal, Câncer

Resumo

O bócio retroesternal é uma afecção rara da glândula tireóide, que acomete principalmente mulheres acima de 60 anos, caracterizada por tireóide aumentada de tamanho, peso e volume, que invade a cavidade torácica total ou parcialmente. A não realização do ato cirúrgico tem sido preconizada em alguns casos como forma alternativa de melhoria da qualidade de vida, sobretudo em pacientes idosos assintomáticos. Todavia, existe uma incidência de câncer nos bócios retroesternais, associado a um índice maior de complicações, que justifica a abordagem cirúrgica precoce, principalmente em pacientes jovens, mesmo que assintomáticos. Este trabalho resulta de um relato de caso e revisão de literatura, sobre bócio retroesternal e incidência de câncer em uma paciente de 62 anos, submetida a tireoidectomia total, com achados histopatológicos de pós operatório, de carcinoma papilífero, carcinoma folicular e adenoma folicular. Esses achados nos alerta para a possibilidade de incidência de câncer nesses pacientes, devendo ser aventado o tratamento cirúrgico precoce

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Thiago Cerizza Pinheiro, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Hospital das Clinicas. Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço
    Médico Residente, Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo
  • Maissa Marçola Scandiuzzi, Faculdade de Medicina de Jundiaí. Hospital Universitário
    Médica Assistente, Hospital Universitário da Faculdade de Medicina de Jundiaí
  • André Afonso Nimtz Rodrigues, Faculdade de Medicina de Jundiaí. Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço
    Docente, Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço da Faculdade de Medicina de Jundiaí
  • Fernando Antônio Maria Claret Alcadipane, Faculdade de Medicina de Jundiaí. Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço
    Docente, Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço da Faculdade de Medicina de Jundiaí
  • Ricardo Iwakura, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Hospital das Clínicas. Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço
    Médico Assistente, Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do HCFMRP-USP
  • Bruno Vallim Monazzi, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Hospital das Clínicas. Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço
    Médico Assistente, Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do HCFMRP-USP
  • Luiz Carlos Conti de Freitas, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Hospital das Clínicas. Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço
    Docente, Divisão de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do HCFMRP-USP

Downloads

Publicado

2017-02-16

Edição

Seção

Relato de Caso

Como Citar

1.
Pinheiro TC, Scandiuzzi MM, Rodrigues AAN, Alcadipane FAMC, Iwakura R, Monazzi BV, et al. Bócio retroesternal – incidência de câncer. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 16º de fevereiro de 2017 [citado 24º de julho de 2024];50(1):47-52. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/135047