Implantação e desenvolvimento do Laboratório de Simulação (LabSim) da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP)

Autores

  • Antonio Pazin-Filho Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Clínica Médica
  • Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Centro de Terapia Intensiva Pediátrica. Departamento de Puericultura e Pediatria
  • Sandro Scarpelini Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Cirurgia e Anatomia. Divisão de Cirurgia de Urgência e Trauma

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v50i4p272-283

Palavras-chave:

Simulação. Simulação de Paciente. Treinamento por Simulação. Educação Médica.

Resumo

Introdução: a Simulação é uma técnica de ensino que vem ganhando grande aceitação para o ensino de habilidades e comportamento profissional em diversas áreas. Para contornar as limitações impostas pelo elevado custo dos materiais envolvidos e da necessidade de capacitação específica, as instituições de ensino superior (IES) têm implantado laboratórios específicos. A FMRP-USP completou recentemente a instalação de seu Laboratório de Simulação (LabSim) com os objetivos de: 1) Centralizar, facilitar, capacitar e coordenar as atividades didáticas que envolvam Simulação para os cursos oferecidos pela FMRP-USP; 2) Promover autoaprendizado entre alunos de graduação para consolidação e complementação do conteúdo fornecido em cursos regulares; 3) Desenvolver iniciativas inovadoras de capacitação e pesquisa em Simulação em Saúde. Objetivos: descrever o processo de implantação do LabSim para preservar a história da FMRP-USP; analisar este processo para traçar novas metas para seu desenvolvimento contínuo. Metodologia: o processo de desenvolvimento e fomento do LabSim é descrito em função cronológica, destacando-se as motivações para as decisões tomadas. Trata-se de estudo descritivo, embasado no resgate documental pertinente da FMRP-USP. Resultados: 1) A simulação é uma metodologia de ensino e não o simples uso de tecnologia, sendo necessário o investimento em capacitação de pessoal além da incorporação de tecnologia. 2) A estrutura física é um componente importante para explorar a metodologia em sua totalidade. Deve-se considerar os princípios de Flexibilidade, Aproveitamento de Espaço, Gerenciamento de fluxo, Conectividade e Imersão. Também deve ser considerada a realização de “benchmarking”, avaliando as soluções de outros laboratórios para que possam ser contextualizadas à realidade da IES. 3) Deve-se individualizar a aquisição de novos equipamentos com base nas disciplinas que já utilizam a metodologia e a aquisição deve estar vinculada com capacitação. 4) Um dos potenciais dos simuladores atuais é o autoaprendizado, que pode maximizar o tempo de exposição e individualizar o “feedback”. Conclusões: o LabSim da FMRP-USP deve ainda concretizar algumas de suas metas como a capacitação docente, o fortalecimento da inclusão de disciplinas da FMRP-USP buscando atuação multidisciplinar de acordo com as normas da Comissão de Graduação, o desenvolvimento de pesquisas na área de simulação e a projeção nacional e internacional do laboratório através de processos de acreditação. No entanto, frente às conquistas expostas, a implantação do LabSim é uma experiência exitosa e se encontra em franca evolução.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Pazin-Filho, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Clínica Médica

Docente, Chefe da Divisão de Emergências Clínicas do Departamento de Clínica Médica da FMRP-USP; Coordenador do Laboratório de Simulação (LabSim) da FMRP-USP.

Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Centro de Terapia Intensiva Pediátrica. Departamento de Puericultura e Pediatria

Docente, Chefe do Centro de Terapia Intensiva Pediátrica do Departamento de Puericultura e Pediatria da FMRP-USP; Vice-Coordenadora do LabSim da FMRP-USP.

Sandro Scarpelini, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Cirurgia e Anatomia. Divisão de Cirurgia de Urgência e Trauma

Docente, Chefe da Divisão de Cirurgia de Urgência e Trauma do Departamento de Cirurgia e Anatomia; Membro da Comissão Coordenadora do LabSim da FMRP-USP.

Downloads

Publicado

2017-08-09

Como Citar

1.
Pazin-Filho A, Carlotti AP de CP, Scarpelini S. Implantação e desenvolvimento do Laboratório de Simulação (LabSim) da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP). Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 9 de agosto de 2017 [citado 20 de outubro de 2021];50(4):272-83. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/140492

Edição

Seção

Descrição de Métodos e Técnicas
Bookmark and Share

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>