Aspectos da gestão que influenciam o processo de planejamento municipal e regional do Sistema Único de Saúde

Autores

  • Fernanda Bergamini Vicentine Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Medicina Social
  • Thatiane Delatorre Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Medicina Social
  • Aline Fiori dos Santos Feltrin Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Medicina Social
  • Liliane Cristina Nakata Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Medicina Social
  • Letícia Soares Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Medicina Social
  • Janise Braga Barros Ferreira Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Medicina Social

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v51i1p1-11

Palavras-chave:

Planejamento em saúde, Regionalização, Descentralização; Gestão em saúde; Sistema único de saúde.

Resumo

Modelo do estudo: Estudo descritivo, transversal, com abordagem qualitativa. Objetivos do estudo: descrever e analisar a opinião de gestores e técnicos do setor saúde sobre os instrumentos e os recursos que integram o processo de planejamento no Sistema Único de Saúde. Metodologia: foram entrevistados 26 participantes, entre gestores e técnicos dos municípios e do estado que compõem o Departamento Regional Saúde XIII. Para análise dos dados, utilizou-se a Análise de Conteúdo em sua vertente temática. Resultados: o espaço de planejamento e cogestão regional, conhecido como Colegiado de Gestão Regional, se mostrou potente para a troca de experiências, mas apresentou fragilidades em relação a falta de coesão pelos diferentes níveis de conhecimento dos gestores e condições financeiras diversas entre os municípios. Notouse que a permanência dos gestores nos cargos foi positiva, desde que acompanhada por práticas de educação permanente. Por fim, a construção e a execução do planejamento tiveram como grandes barreiras o subfinanciamento e a judicialização na saúde, levando alguns municípios a escolha de políticas indutoras do nível federal e a terceirização da contratação de recursos humanos. Conclusão: O Colegiado de Gestores Regional apresentou grande potencial e poderia colaborar com a diminuição de retrocessos, a cada descontinuidade política, no processo de planejamento municipal e regional se fosse dado maior enfoque à coordenação federativa e ao aporte técnico do estado.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Fernanda Bergamini Vicentine, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Medicina Social

    Doutoranda pelo Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto FMRPUSP

  • Thatiane Delatorre, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Medicina Social

    Mestranda pelo Departamento de Medicina Social da FMRP-USP.

  • Aline Fiori dos Santos Feltrin, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Medicina Social

    Doutoranda pelo Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto FMRPUSP.

  • Liliane Cristina Nakata, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Medicina Social

    Doutoranda pelo Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto FMRPUSP.

  • Letícia Soares, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Medicina Social

    Doutoranda pelo Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto FMRPUSP

  • Janise Braga Barros Ferreira, Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Departamento de Medicina Social

    Professora Doutora do Departamento de Medicina Social da FMRP-USP

Downloads

Publicado

2018-09-04

Edição

Seção

Artigo Original

Como Citar

1.
Vicentine FB, Delatorre T, Feltrin AF dos S, Nakata LC, Soares L, Ferreira JBB. Aspectos da gestão que influenciam o processo de planejamento municipal e regional do Sistema Único de Saúde. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 4º de setembro de 2018 [citado 25º de maio de 2024];51(1):1-11. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/150073