Acidente Vascular Cerebral por dissecção carotídea bilateral pós-procedimento odontológico: relato de caso

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.rmrp.2021.173454

Palavras-chave:

Dissecação da artéria carótida interna, Acidente vascular cerebral, Implantação dentária

Resumo

Introdução: A dissecção da artéria carótida (DAC) tem como uma das principais repercussões o Acidente Vascular Cerebral isquêmico (AVCi) em indivíduos jovens previamente saudáveis. É comum que nas DAC traumáticas, como em acidentes automobilísticos, o paciente seja submetido à investigação mais complexa com exames de imagem. Estes permitem um diagnóstico precoce e, portanto, um tratamento, reduzindo as chances de sequelas. Todavia, causas não traumáticas com desfecho de DAC já foram relatadas, como as causas odontológicas. Objetivo: Contribuir para valorização diagnóstica da DAC não traumática e profilaxia de AVC subsequente. Métodos: Relatamos um caso de dissecção não aneurismática das artérias carótidas internas (ACI) pós-procedimento odontológico com desfecho de AVC bilateral em paciente de 52 anos. Resultados: Devido à forte associação de DAC a fatores traumáticos, em um primeiro contato com a paciente não foram levantadas suspeitas da ocorrência de DAC nem de AVC (ausência de déficit focal). Porém, tardiamente, foi identificada oclusão da ACI à esquerda e estenose na ACI direita, resultando em dois AVCs e incapacidade funcional severa na alta. Conclusão: O diagnóstico da DAC é um desafio, em especial por tratar-se de uma lesão de etiologia multifatorial. No entanto, seu reconhecimento precoce afetará diretamente o desfecho do paciente. Portanto, na presença de eventuais sintomas de alerta, faz-se necessário um meticuloso questionamento sobre as últimas atividades do indivíduo. Este estudo alerta para a adoção de condutas profiláticas na ocorrência de fatores causais como hiperextensão cervical prolongada ou movimentos súbitos da cervical.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Oscar Reimann Junior, Hospital São Vicente de Paulo

Neurologista

Heraldo de Oliveira Mello Neto, Clínica X-LEME Diagnóstico por Imagem

Radiologista

Louise Caroline Azevedo Ferreira, Hospital São Vicente de Paulo

Radiologista

Jonathan Wei Ting Wen Liu, Hospital Universitário Cajuru

Neurologia

Chelin Auswaldt Steclan, Universidade do Contestado

Biologista, Docente do Curso de Medicina

Adriélle da Costa, Universidade do Contestado

Mestra e Acadêmica de Medicina

Michael Ricardo Lang, Hospital São Vicente de Paulo

Neurocirurgião

Referências

Yaghi S, Maalouf N, Keyrouz SG. Cervical Artery Dissection: Risk Factors, Treatment, and Outcome; A 5-Year Experience From a Tertiary Care Center. Int J Neurosci [Internet]. 1o de janeiro de 2012 [citado 25 de junho de 2020];122(1):40–4. Disponível em: https://doi.org/10.3109/00207454.2011.622453

Lee VH, Brown RD, Mandrekar JN, Mokri B. Incidence and outcome of cervical artery dissection: a population-based study. Neurology. 28 de novembro de 2006;67(10):1809–12.

Schievink W. Spontaneous Dissection of the Carotid and Vertebral Arteries. N Engl J Med [Internet]. 9 de agosto de 2001 [citado 24 de junho de 2020];345(6):467–467. Disponível em: https://doi.org/10.1056/NEJM200108093450616

Debette S, Leys D. Cervical-artery dissections: predisposing factors, diagnosis, and outcome. Lancet Neurol. julho de 2009;8(7):668–78.

Brandt T, Orberk E, Weber R, Werner I, Busse O, Müller BT, et al. Pathogenesis of cervical artery dissections: Association with connective tissue abnormalities. Neurology [Internet]. 10 de julho de 2001 [citado 1o de julho de 2020];57(1):24–30. Disponível em: https://n.neurology.org/content/57/1/24

Edmundson SP, Hirpara KM, Ryan RS, O’Malley T, O’Grady P. Delayed presentation of carotid artery dissection following major orthopaedic trauma resulting in dense hemiparesis. J Bone Joint Surg Br. abril de 2009;91(4):536–9.

Biller José, Sacco Ralph L., Albuquerque Felipe C., Demaerschalk Bart M., Fayad Pierre, Long Preston H., et al. Cervical Arterial Dissections and Association With Cervical Manipulative Therapy. Stroke [Internet]. 1o de outubro de 2014 [citado 1o de julho de 2020];45(10):3155–74. Disponível em: https://www.ahajournals.org/doi/full/10.1161/str.0000000000000016

Cerrato P, Giraudo M, Bergui M, Baima C, Grasso M, Rizzuto A, et al. Internal carotid artery dissection after mandibular third molar extraction. J Neurol. março de 2004;251(3):348–9.

Guillon B, Bousser MG. [Epidemiology and pathophysiology of spontaneous cervical artery dissection]. J Neuroradiol J Neuroradiol. dezembro de 2002;29(4):241–9.

Aghaebrahim A, Jankowitz BT, Jovin TG, Jadhav AP. Bilateral carotid dissections after a dental procedure: The role of stenting in unstable lesions. J Clin Neurosci [Internet]. 1o de dezembro de 2013 [citado 1o de julho de 2020];20(12):1778–80. Disponível em: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0967586813000532

Siwiec RM, Solomon GD. Bilateral carotid artery dissection after dental work. Headache. dezembro de 2007;47(10):1449–50.

Delgado MG, Riesco N, Murias E, Calleja S. Acute cervical artery dissection after a dental procedure due to a second inferior molar infection. BMJ Case Rep [Internet]. 2 de junho de 2015 [citado 23 de junho de 2020];2015. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4460314/

Provenzale JM, Sarikaya B. Comparison of test performance characteristics of MRI, MR angiography, and CT angiography in the diagnosis of carotid and vertebral artery dissection: a review of the medical literature. AJR Am J Roentgenol. outubro de 2009;193(4):1167–74.

Campos-Herrera CR, Scaff M, Yamamoto FI, Conforto AB. Spontaneous cervical artery dissection: an update on clinical and diagnostic aspects. Arq Neuropsiquiatr [Internet]. dezembro de 2008 [citado 25 de junho de 2020];66(4):922–7. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0004-282X2008000600036&lng=en&nrm=iso&tlng=en

Campos CR, Evaristo EF, Yamamoto FI, Puglia Jr P, Lucato LT, Scaff M. Dissecção espontânea cervical carotídea e verbal: estudo de 48 pacientes. Arq Neuropsiquiatr [Internet]. junho de 2004 [citado 28 de julho de 2020];62(2B):492–8. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0004-282X2004000300021&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Botelho T de S, Neto CDM, Araujo FLC de, Assis SC de. Epidemiologia do acidente vascular cerebral no Brasil. Temas em Saúde. 2016;16.

Norris JW, Beletsky V, Nadareishvili ZG. Sudden neck movement and cervical artery dissection. CMAJ Can Med Assoc J [Internet]. 11 de julho de 2000 [citado 21 de julho de 2020];163(1):38–40. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1232549/

Soo OY, Chan YL, Wong KS. Carotid artery dissection after prolonged head tilting while holding a newborn baby to sleep. Neurology. 11 de maio de 2004;62(9):1647–8.

Maroon JC, Gardner P, Abla AA, El-Kadi H, Bost J. “Golfer’s stroke”: golf-induced stroke from vertebral artery dissection. Surg Neurol. fevereiro de 2007;67(2):163–8; discussion 168.

Gould DB, Cunningham K. Internal carotid artery dissection after remote surgery. Iatrogenic complications of anesthesia. Stroke. junho de 1994;25(6):1276–8.

Zetterling M, Carlström C, Konrad P. Internal carotid artery dissection. Acta Neurol Scand. janeiro de 2000;101(1):1–7.

Markus HS, Levi C, King A, Madigan J, Norris J, Cervical Artery Dissection in Stroke Study (CADISS) Investigators. Antiplatelet Therapy vs Anticoagulation Therapy in Cervical Artery Dissection: The Cervical Artery Dissection in Stroke Study (CADISS) Randomized Clinical Trial Final Results. JAMA Neurol. 01 de 2019;76(6):657–64.

Santamarta-Fariña E, Vaquero-Lorenzo F, López-García D, Cubillas-Martín H, Alonso-Gómez N, Gutiérrez-Julián JM. Aneurisma de carótida interna y estenosis carotídea preoclusiva bilateral. Angiología [Internet]. 2004 [citado 29 de julho de 2020];513–9. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/ibc-36104

Daou B, Hammer C, Mouchtouris N, Starke RM, Koduri S, Yang S, et al. Anticoagulation vs Antiplatelet Treatment in Patients with Carotid and Vertebral Artery Dissection: A Study of 370 Patients and Literature Review. Neurosurgery. 01 de 2017;80(3):368–79.

Lucas C, Moulin T, Deplanque D, Tatu L, Chavot D. Stroke patterns of internal carotid artery dissection in 40 patients. Stroke. dezembro de 1998;29(12):2646–8.

Publicado

2021-10-01

Como Citar

1.
Reimann Junior O, Mello Neto H de O, Ferreira LCA, Liu JWTW, Steclan CA, Costa A da, Lang MR. Acidente Vascular Cerebral por dissecção carotídea bilateral pós-procedimento odontológico: relato de caso. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 1 de outubro de 2021 [citado 28 de janeiro de 2022];54(2):e-173454. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/173454

Edição

Seção

Relato de Caso
Bookmark and Share