Educação Médica em tempos de pandemia e a utilização de metodologias ativas mediadas por tecnologia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.rmrp.2021.174684

Palavras-chave:

Educação médica, Metodologias e ferramentas baseadas nas TIC, Aprendizagem online

Resumo

O objetivo deste relato de experiência é apresentar a utilização de metodologias ativas mediadas por tecnologia em tempos de pandemia na disciplina Integração Básico-Clínica II do curso de Medicina. A experiência é caracterizada como uma possibilidade de contribuição ao desenvolvimento docente para o mundo pós-pandemia. Em um grupo de cinco professores e 40 estudantes, a disciplina Integração Básico-Clínica II foi adaptada emergencialmente para atividades mediadas por tecnologia. Os conteúdos trabalhados propiciaram a integração dos conhecimentos disciplinares à clínica e trouxeram inúmeros desafios pedagógicos neste momento inédito de como ensinar, aprender e sobreviver a uma pandemia. Em 16 encontros via plataforma institucional foram utilizadas exclusivamente metodologias ativas de ensino-aprendizagem, com estratégias diversificadas. O modelo de aprendizagem virtual não é algo novo, apesar de inédito para esse grupo de discentes e para esta disciplina e seu valor está em possibilitar repensar a educação e seus mecanismos, num extenuante exercício de criatividade para enfrentar novos desafios surgidos decorrentes de situações extremas. A aplicação de metodologias ativas associado ao feedback dos discentes foi imprescindível para a tomada de decisões na continuidade da integração dos conteúdos, levando à construção de uma disciplina agradável e que contribuiu para o processo formativo de todos os envolvidos. O maior aprendizado foi a necessidade de adaptação e criatividade, permitindo contribuições à construção da identidade docente. A práxis foi fortalecida e reinventada, sendo a adaptação e criatividade, atributos considerados necessários para o desenvolvimento docente para o mundo pós-andemia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Brasil. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução Nº. 3 de 20 de junho de 2014. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de graduação em Medicina e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 23 junho de 2014; Seção 1, p. 8-11.

Carabetta Júnior V. Metodologia ativa na educação médica. RevMed. 2016;95(3)113-21.

Leal NO, Ferreira PEB, Macedo MAB, Souza SRG. Utilização de metodologias ativas no ensino médio brasileiro: realidade atual. Arquivos do MUDI. 2019; 23(3)432-442.

FURB. Universidade Regional de Blumenau. Projeto Político Pedagógico do curso de Medicina. Blumenau: FURB, 2018. Disponível em: http://www.furb.br/web/upl/graduacao/projeto_pedagogico/201906271524260.PPC%20Medicina%20-2018.pdf.Acesso em 25 jul 2020.

Gomes VTS, Rodrigues RO, Gomes RNS, Gomes MS, Viana LVM, Silva FS. A Pandemia da Covid-19: Repercussões do Ensino Remoto na Formação Médica. Rev. Bras. Educ. Med. 2020; 44(4); e114.

Miranda IMM, Tavares HHF, da Silva HRS, Braga MS, Santos RO, Guerra HS. Qualidade de Vida e Graduação em Medicina. Rev. Bras. Educ. Med. 2020; 44(3): e086.

Felisberto LCC, Giovannin PE, Diógenes ICF, Carlos LPN, Lins LFTS. O Caminho se Faz ao Caminhar: Novas Perspectivas da Educação Médica no Contexto da Pandemia. Rev. Bras. Educ. Med. 2020; 44(1):1-8.

Bento LMA, de Andrade LP, Sales A, de Souza AP, de Souza AFP, Batistona GT, et al. Percepção dos alunos de medicina quanto a aprendizagem X ansiedade na metodologia ativa. Rev Ens Educ Cienc Human. 2017;18(2):178-182.

Cani JB, Sandrini EGC, Soares GM, Scalzer K. Educação e COVID-19: A arte de reinventar a escola mediando a aprendizagem “prioritariamente” pelas TDIC. Ifes Ciência [Internet]. 13º de junho de 2020 [citado 14º de agosto de 2020];6(1):23-39. Disponível em: https://ojs.ifes.edu.br/index.php/ric/article/view/713

Santana C. Saúde mental: depressão, ansiedade e estresse de estudantes de pré-vestibular para o curso de medicina. [trabalho de conclusão de curso]. Passo Fundo: Universidade Federal da Fronteira Sul; 2019.

Moura DTD, Foltran RS, Fraiz IC, Novak EM. Articulação entre os ciclos básico e profissionalizante: percepção dos alunos da UFPR. Rev Bras Educ Med. 2018;42(1):226-36.

Sangrà Morer A. Educación a distancia, educación presencial y usos de la tecnología: una tríada para el progreso educativo. Edutec-e [Internet]. 1 de janeiro de 2006 [citado 14 de agosto de 2020];0(15):a024. Disponível em: https://www.edutec.es/revista/index.php/edutec-e/article/view/541

Costa R, Lino MM, Souza AIJ, Lorenzini E, Fernandes GCM, Brehmer LCF, et al. Ensino de enfermagem em tempos de COVID-19: como se reinventar nesse contexto? Texto Contexto Enferm2020; 29:1-3.

Mourão MGM, Maciel RC, Santos MS, Mourão DM, Marques MS. Metodologias ativas na graduação médica. Motricidade. 2012; 8(2):875-81.

Punie Y, ZinnbauerD, Cabrera M. 2006. A review of the impact of ICT on learning (Luxembourg, European Commission). Disponível em: http://ftp.jrc.es/EURdoc/JRC47246.TN.pdf.

Idoeta PA. 2020. Os desafios e potenciais da educação à distância, adotada às pressas em meio à quarentena. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-52208723.

Dias-Lima A, Silva MdC, Ribeiro LCV, Bendicho MT, Guedes HTV, Lemaire DC. Avaliação, Ensinagem e Metodologias Ativas: uma experiência vivenciada no componente curricular mecanismos de agressão e de defesa, no curso de medicina da Universidade do Estado da Bahia, Brasil. Rev Bras Educ Méd. 2019;43(2):216-24.

Martins RX. A COVID-19 e o fim da educação à distância: um ensaio. Revista de Educação a Distância. 2020;7(1):242-56.

Downloads

Publicado

2021-10-01

Como Citar

1.
Melo AC de, Valente C, Souza DM de, Batista KZS, Lopes RD, Barauna SC. Educação Médica em tempos de pandemia e a utilização de metodologias ativas mediadas por tecnologia. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 1 de outubro de 2021 [citado 7 de agosto de 2022];54(2):e-174684. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/174684

Edição

Seção

Temas de Ensino em Saúde
Bookmark and Share