Conduta obstétrica em caso de hipoplasia materna da veia cava inferior

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.rmrp.2023.181889

Palavras-chave:

Veia cava inferior, Anomalia, Trombose, Parto vaginal, Obstetrícia

Resumo

A hipoplasia da veia cava inferior é uma patologia rara que integra o conjunto de anomalias do desenvolvimento da veia cava inferior. A sua incidência situa-se entre 0,3%-0,5% na população saudável e 5% nos adultos jovens sem fatores
de risco para trombose venosa profunda, sendo considerada um importante fator de risco para o desenvolvimento de trombose dos membros inferiores. O principal objetivo deste trabalho é reportar a conduta obstétrica de um caso clínico de uma grávida diagnosticada com hipoplasia da veia cava inferior, prévia à gravidez. Trata-se de um caso
clínico, de uma grávida, primigesta, com 37 anos, com hipoplasia da veia cava inferior e heterozigotia para o gene MTHFR677 diagnosticadas, na sequência de uma trombose venosa bilateral dos membros inferiores e do segmento infrarrenal da veia cava inferior. A gravidez foi seguida em consulta hospitalar na nossa instituição, tendo a grávida sido medicada com enoxaparina em dose profilática e ácido acetilsalicílico, com um período pré natal que decorreu sem intercorrências. Às 37 semanas e 6 dias de gestação, deu entrada no Serviço de Urgência de Obstetrícia por rotura prematura de membranas. Intraparto foram utilizadas meias de compressão pneumática intermitente, tendo o parto ocorrido às 38 semanas de gestação por via vaginal (parto eutócico), do qual nasceu um recém-nascido
do sexo feminino, com 2620g e índice de Apgar 9/10/10. O presente caso clínico demonstra que em situações de hipoplasia da veia cava inferior com um seguimento obstétrico adequado é possível a realização de um parto vaginal, possibilitando um desfecho obstétrico favorável.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcia Vieira-Coimbra, Centro Hospitalar Tondela-Viseu

Mestre em Medicina

Nuno Nogueira Martins, Centro Hospitalar Tondela-Viseu, Viseu, Portugal

Assistente Hospitalar e Coordenador

José Damasceno Costa, Centro Hospitalar Tondela-Viseu, Viseu, Portugal

Assistente Hospitalar Graduado e Coordenador

Francisco Nogueira Martins, Centro Hospitalar Tondela-Viseu, Viseu, Portugal

Assistente Hospitalar Graduado Sénior

Referências

Gil RJ, Perez AM, Arias JB, Pascual FB, Romero ES. Agenesis of the inferior vena cava associated with lower extremities and pelvic venous thrombosis. J Vasc Surg. 2006;44(5):1114-6.

Malaki M, Willis AP, Jones RG. Congenital anomalies of the inferior vena cava. Clin Radiol. 2012;67(2):165-71.

Morosetti D, Picchi E, Calcagni A, Lamacchia F, Cavallo AU, Bozzi A, Lacche A, Sergiacomi G. Anomalous development of the inferior vena cava: Case reports of agenesis and hypoplasia. Radiology case reports. 2018;13(4):895-903.

Gonzalez J, Gaynor JJ, Albeniz LF, Ciancio G. Inferior Vena Cava System Anomalies: Surgical Implications. Curr Urol Rep. 2017;18(2):10.

Viana S, Mendonça J, Mendes F, Freitas O, Araújo D, Silva A, Pereira A, Vila A, Cunha N, Martins R. Hipoplasia da veia cava inferior: relato de caso e revisão da literatura. Revista da Imagem. 2006;28:203-7.

Cunningham F, Leveno K, Bloom S, Spong C, Dashe J, Hoffman B, Casey B, Sheffield J. Thromboembolic Disorders. In: Hill MG, editor. Williams Obstetrics: Mc Graw Hill; 2014. p. 1028-50.

Bili H, Tsolakidis D, Grimbizis G, Tarlatzis BC, Drista H. Favourable pregnancy outcome in a pregnant woman with partial hypoplasia of inferior vena cava and homozygous for methylenetetrahydrofolate reductase mutation. Eur J Obstet Gynecol Reprod Biol. 2010;153(1):108-9.

Singh SN, Bhatt TC. Inferior Vena Cava Agenesis: A Rare Cause of Pelvic Congestion Syndrome. Journal of clinical and diagnostic research : JCDR. 2017;11(3):TD06-TD8.

Bakhshi T, Glaser AM, Mastrobattista JM. Pelvic varicosities and inferior vena cava. Obstet Gynecol. 2007;110(2 Pt 2):495-7.

Ilijic M, Ivanisevic M, Djelmis J, Krpan M, Banfic L, Lusic M. Postpartal deep-vein thrombosis revealing agenesis of the inferior vena cava. Eur J Obstet Gynecol Reprod Biol. 2007;131(2):235-6.

Kawata E, Kondoh E, Kawasaki K, Baba T, Ueda A, Kido A, Konishi I. Utero-ovarian varices and absent inferior vena cava in pregnancy. J Obstet Gynaecol Res. 2015;41(4):631-4.

Gynaecologists RCoOa. Reducing the Risk of Venous Thromboembolism during Pregnancy and the Puerperium2015.

Publicado

2023-04-14

Como Citar

1.
Vieira-Coimbra M, Martins NN, Costa JD, Martins FN. Conduta obstétrica em caso de hipoplasia materna da veia cava inferior . Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 14 de abril de 2023 [citado 24 de fevereiro de 2024];56(1):e-181889. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/181889

Edição

Seção

Relato de Caso
Bookmark and Share

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)