Avaliação de indicadores de qualidade na gestão do centro cirúrgico de um hospital terciário

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.rmrp.2022.183676

Palavras-chave:

Centro cirúrgico, Administração hospitalar, Indicadores de qualidade em assistência à saúde

Resumo

Introdução: Por se tratar de um setor complexo e que compreende grande parte dos custos de um hospital, o centro cirúrgico demanda uma contínua avaliação de suas atividades, com o objetivo de propiciar uma melhora da sua eficiência e da segurança dos pacientes. Uma estratégia interessante para se realizar tal avaliação é a utilização de um conjunto de indicadores de qualidade preestabelecidos, dividindo os atributos do serviço em estrutura, processos e resultados. Para que isso seja possível, é necessário que o serviço analisado possua uma fonte de dados bem estruturada, tendo o Núcleo Interno de Regulação um papel importante nesse processo. Objetivo: Este estudo teve como objetivo a análise de índices de gestão do centro cirúrgico de um hospital terciário especializado em cirurgias eletivas através da mensuração de dados referentes a indicadores de qualidade. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional descritivo feito de forma retrospectiva em um hospital escola público do interior do estado de São Paulo. Foram mensurados 18 indicadores referentes ao período de 01/06/2019 a 31/12/2019, a partir de consultas a diferentes setores administrativos do local. Os resultados passaram por uma análise estatística descritiva ao final da coleta de dados. Resultados: Os principais resultados encontrados foram: taxa de cumprimento da agenda cirúrgica de 95,8%, taxa de cancelamento de 4,1%, taxa de ocupação de 47,9%, turnover de 23,1 minutos, tempo médio de atraso no início das cirurgias de 32,8 minutos, tempo de permanência na sala de recuperação pós-anestésica de 37,4 minutos, taxa de absenteísmo dos profissionais de 8,94% e as taxas de infecção do sítio cirúrgico, de mortalidade operatória e de acidente de trabalho foram todas 0%. Conclusões: Apesar da alta taxa de cumprimento da agenda cirúrgica, a taxa de ocupação se encontrou aquém do ideal, sugerindo que o agendamento das cirurgias pode ser melhorado. Além disso, demonstrou-se que a estratégia de “cirurgias reservas” adotada no hospital auxilia no cumprimento da meta de cirurgias programadas e no aumento da taxa de ocupação.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Leonardo Resende de Sousa, Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Bauru, Curso de Medicina, Bauru, (SP), Brasil

    Medical Student

  • Alessandra Mazzo, Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Bauru, Curso de Medicina, Bauru, (SP), Brasil.

    Nursing PhD

  • Ana Claudia Ferreira de Almeida, Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Bauru, Curso de Medicina, Bauru, (SP), Brasil.

    Medical Student

  • Cristiano Tonello, Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Bauru, Curso de Medicina, Bauru, (SP), Brasil.

    Surgical Clinic PhD

  • Luiz Fernando Manzoni Lourençone, Universidade de São Paulo (USP). Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais, Bauru, (SP), Brasil.

    Otolaryngology PhD

Referências

Healey T, El-Othmani MM, Healey J, Peterson TC, Saleh KJ. Improving Operating Room Efficiency, Part 1: General Managerial and Preoperative Strategies. JBJS Rev [Internet]. 2015 Oct 20 [cited 2021 Feb 17];3(10):1–10. Available from: https://journals.lww.com/01874474-201510000-00003

Rothstein DH, Raval M V. Operating room efficiency. Semin Pediatr Surg. 2018 Apr 1;27(2):79–85.

Dermindo MP, Guerra LM, Gondinho BVC. O conceito eficiência na gestão da saúde pública brasileira. JMPHC | J Manag Prim Heal Care | ISSN 2179-6750 [Internet]. 2020 Apr 13 [cited 2021 Mar 24];12:1–17. Available from: https://doi.org/10.14295/jmphc.v12.972

Bittar OJNV. Indicadores de qualidade e quantidade em saúde parte II. Rev adm saúde. 2008;113–6.

Jericó MC, Perroca MG, Penha VC. Mensuração de indicadores de qualidade em centro cirúrgico: Tempo de limpeza e intervalo entre cirurgias. Rev Lat Am Enfermagem [Internet]. 2011 Sep [cited 2021 Feb 17];19(5):1239–46. Available from: www.eerp.usp.br/rlaewww.eerp.usp.br/rlae

Donabedian A. The quality of care. How can it be assessed? JAMA J Am Med Assoc [Internet]. 1988 Sep 23 [cited 2021 Feb 21];260(12):1743–8. Available from: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/3045356/

Brasil. Ministério da Saúde. Manual de implantação e implementação: Núcleo Interno de Regulação para hospitais gerais e especializados [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Hospitalar e de Urgência; 2017 [cited 2021 Feb 21]. 10–11 p. Available from: http://antigo.saude.gov.br/images/PDF/2018/marco/28/Manual-NIR---Versao-digital-RGB.PDF

Duarte IG, Ferreira DP. Uso de indicadores na gestão de um centro cirúrgico. Rev Adm em saúde. 2006;8(31):63–70.

Macario A. Are your hospital operating rooms “efficient”? A scoring system with eight performance indicators [Internet]. Vol. 105, Anesthesiology. American Society of Anesthesiologists; 2006 [cited 2021 Feb 17]. p. 237–40. Available from: http://clinicaltrials.gov/show/NCT00107601.

Possari JF, Gaidzinski RR. Dimensionamento de pessoal de enfermagem em centro cirúrgico no período transoperatório: estudo das horas de assistência, segundo porte cirúrgico. Rev SOBECC. 2003;8(1):16–25.

Dallora MELV, Forster AC. A importância da gestão de custos em hospitais de ensino - considerações teóricas. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 2008 [cited 2021 Mar 27];41(2):135–77. Available from: http://www.fmrp.usp.br/revista

Córdoba S, Caballero I, Navalón R, Martínez-Sánchez D, Martínez-Morán C, Borbujo J. Analysis of operating room activities in the dermatology department at hospital universitario de fuenlabrada (2005-2010). Actas Dermosifiliogr. 2013 Jan;104(1):38–43.

Nepote MHA. Análise do desempenho das atividades no centro cirúrgico através de indicadores quantitativos e qualitativos. Rev Adm Saúde. 2003;5(21):21–30.

Nepote MHA, Monteiro IU, Hardy E. La asociación entre los índices operacionales y la tasa de ocupación de un centro quirúrgico general. Rev Lat Am Enfermagem [Internet]. 2009 [cited 2021 Feb 17];17(4):529–34. Available from: www.eerp.usp.br/rlae

Kaddoum R, Fadlallah R, Hitti E, El-Jardali F, El Eid G. Causes of cancellations on the day of surgery at a Tertiary Teaching Hospital. BMC Health Serv Res [Internet]. 2016 Jul 13 [cited 2021 Feb 17];16(1). Available from: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/27412041/

Darwish A, Mehta P, Mahmoud A, El-Sergany A, Culberson D. Improving operating room start times in a community teaching hospital. J Hosp Adm [Internet]. 2016 Mar 1 [cited 2021 Feb 17];5(3):33. Available from: http://www.sciedupress.com/URL:http://dx.doi.org/10.5430/jha.v5n3p33

Liu S kun, Chen G, Yan B, Huang J, Xu H. Adverse Respiratory Events Increase Post-anesthesia Care Unit Stay in China: A 2-year Retrospective Matched Cohort Study. Curr Med Sci [Internet]. 2019 Apr 1 [cited 2021 Feb 17];39(2):325–9. Available from: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31016529/

Walia H, Balaban O, Jacklen M, Tumin D, Raman V, Tobias JD. Pilot study comparing post-anesthesia care unit length of stay in moderately and severely obese children. J Anesth [Internet]. 2017 Aug 1 [cited 2021 Feb 17];31(4):510–6. Available from: https://link.springer.com/article/10.1007/s00540-017-2326-2

Pereira PL, Pérez CDA, Fresneña NL, Mosteiro JLH, Cabrera AP, Carlavilla ALR, et al. ‘Epidemiology of surgical site infection in a neurosurgery department.’ Br J Neurosurg [Internet]. 2017 Jan 2 [cited 2021 Feb 17];31(1):10–5. Available from: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/02688697.2016.1260687

Ifeacho SN, Bajaj Y, Jephson CG, Albert DM. Surgical site infections in paediatric otolaryngology operative procedures. Int J Pediatr Otorhinolaryngol [Internet]. 2012 Jul [cited 2021 Feb 17];76(7):1020–2. Available from: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/22522372/

Redmann AJ, Yuen SN, VonAllmen D, Rothstein A, Tang A, Breen J, et al. Does Surgical Volume and Complexity Affect Cost and Mortality in Otolaryngology–Head and Neck Surgery? Otolaryngol - Head Neck Surg (United States) [Internet]. 2019 Oct 1 [cited 2021 Feb 17];161(4):629–34. Available from: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31307271/

Oliveira AC, Gonçalves JA. Acidente ocupacional por material perfurocortante entre profissionais de saúde de um Centro Cirúrgico [Internet]. Vol. 44, Rev Esc Enferm USP. 2010 [cited 2021 Feb 17]. Available from: www.ee.usp.br/reeusp/

Ragsdale D, Burns EL, Houston S. Absentee Patterns Among OR Staff. AORN J [Internet]. 1991 May 1 [cited 2021 Feb 17];53(5):1215–21. Available from: http://doi.wiley.com/10.1016/S0001-2092(07)69258-8

Santi DB, Barbieri AR, Cheade MDFM. Sickness absenteeism within the Brazilian public service: Integrative literature review [Internet]. Vol. 16, Revista Brasileira de Medicina do Trabalho. Associacao Nacional de Medicina do Trabalho; 2018 [cited 2021 Mar 26]. p. 71–81. Available from: https://www.rbmt.org.br/details/296/en-US.

Publicado

2022-05-04

Edição

Seção

Artigo Original

Como Citar

1.
Sousa LR de, Mazzo A, Almeida ACF de, Tonello C, Lourençone LFM. Avaliação de indicadores de qualidade na gestão do centro cirúrgico de um hospital terciário. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 4º de maio de 2022 [citado 19º de junho de 2024];55(1):e-183676. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/183676