Comparação entre hipertensão autoreferida e pressão arterial casual e presença de fatores de risco em funcionários da saúde de Bauru e Jaú

Autores

  • Juliana C. A. Louzada Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho
  • Rafael M. Andrade Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia
  • Evandro J. Dionísio
  • Matheus Barel Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo
  • Henrique L. Monteiro Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho
  • Sandra Lia Amaral

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v43i4p408-418

Palavras-chave:

Pressão Arterial. Fatores de Risco. Doenças Cardiovasculares. Profissionais da Saúde.Conhecimento/Detecção.

Resumo

Modelo : Estudo de prevalência. Objetivos:  Avaliar a presença de hipertensão arterial auto-referida e comparar com os níveis de pressão arterial aferidos. Além sso, o trabalho se propôs a avaliar o grau de informação dos funcionários da saúde e determinar se o setor onde trabalha o funcionário influencia a Pressão Arterial (PA). Métodos: Foram avaliados 349 funcionários (46±10 anos) das cidades de Bauru e Jaú, que responderam uma anamnese (dados pessoais, condição socioeconômica, presença de doenças, prática de exercícios físicos e setor ocupacional) e foram submetidos a uma avaliação da PA. Os avaliados se auto-referiram normotensos ou hipertensos. Valores de PA Sistólica >140 mmHg e/ou PA diastólica >90 mmHg foram considerados elevados. Dentre os avaliados, 198 foram submetidos à avaliações antropométricas e bioquímicas. Os resultados são apresentados como média ± desvio padrão e distribuição de frequência. Utilizou-se teste “T- student”  (p<0,05). Resultados: Dentre os servidores, 16% se auto-referiram hipertensos, dos quais 56% apresentaram PA elevada e, destes, 91% utilizavam medicação antihipertensiva. Dentre os 84% que se auto-referiram normotensos, 24% apresentaram PA elevada e 8% tomavam medicamentos. A maioria dos funcionários de cada setor se autoreferiu normotenso, entretanto, grande parcela apresentou PA elevada, sendo esta mais frequente no setor “Saúde” (76,3%). Conclusão: Os resultados sugerem que apesar da maioria dos funcionários se classificar como normotensos, uma parcela expressiva apresentou PA elevada e fazia uso de medicamentos inadequadamente, indicando que não tinham conhecimento do seu estado de saúde. Além disso, observou-se que o setor “Saúde” foi aquele que apresentou os maiores valores de PA.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana C. A. Louzada, Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho

Educadora Física, Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho - UNESP/Bauru

Rafael M. Andrade, Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia

Educador Físico – Especialista em Reabilitação Cardiovascular pelo Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia

Evandro J. Dionísio

Aluno de Graduação do Curso de Licenciatura em Educação Física, Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho - UNESP/Bauru

Matheus Barel, Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo

Educador Físico. Especialista e Professor de Educação Física da Unidade de Reabilitação Cardíaca e Fisiologia do Exercício, Instituto do Coração, Hospital das Clínicas, Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo - InCor/HC-FMUSP

Henrique L. Monteiro, Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho

Docente do Departamento de Educação Física da Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho - UNESP/Bauru

Sandra Lia Amaral

Docente do Departamento de Educação Física. Laboratório de Avaliação e Prescrição de Exercícios (LAPE). Departamento de Educação Física, Faculdade de Ciências,Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho –UNESP, Bauru

Downloads

Publicado

2010-12-30

Como Citar

1.
Louzada JCA, Andrade RM, Dionísio EJ, Barel M, Monteiro HL, Amaral SL. Comparação entre hipertensão autoreferida e pressão arterial casual e presença de fatores de risco em funcionários da saúde de Bauru e Jaú. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30 de dezembro de 2010 [citado 1 de fevereiro de 2023];43(4):408-1. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/191

Edição

Seção

Artigo Original
Bookmark and Share

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)