Caracterização da esteatose hepática não alcoólica induzida por dieta hipoprotéica em ratos

Autores

  • Gabriela Salim Ferreira Castro Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo
  • Mirele S. Mialich Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo
  • Eloisa M. Anjos Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo
  • Lillian P. Almeida Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo
  • Paula F. Arroyo Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo
  • Guilherme V. Portari Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo
  • Alceu A. Jordao Jr Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v42i1p48-53

Palavras-chave:

Esteatose Hepática. Dieta com Restrição de Proteínas. Ratos.

Resumo

 

Modelo de estudo: Estudo experimental. Objetivos:  este estudo teve como objetivo avaliar e caracterizar a dieta hipoprotéica como um modelo experimental para estudo de EHNA. Métodos: foram utilizados ratos da linhagem Wistar divididos em dois grupos com dietas isocalóricas: controle (GC) no qual a dieta utilizada seguiu o preconizado pela AIN-93 e hipoprotéico (GH) com quantidade de proteína reduzida de 20% para 10%. As dietas e água foram ofertadas ad libitum por quatro semanas. Após esse período, os animais foram sacrificados e analisados: glicemia; nitrogênio urinário; proteína sérica; gordura hepática; colesterol; variação de peso e quantidade de ração consumida. Resultados: glicemia e nitrogênio urinário não apresentaram diferenças significativas entre GC e GH (p>0,05), a variação de peso no último dia do experimento foi significativa (p<0,02). A porcentagem de gordura hepática foi estatisticamente maior no GH, quando comparado ao GC (p<0,04). Foram menores o nível de colesterol (p<0,01) e proteína sérica (p<0,005) no GH. A quantidade de dieta consumida não foi diferente entre os grupos, considerando-se as médias de ingestão semanal. Conclusões: neste trabalho a dieta hipoprotéica constitui um modelo de indução de EHNA que pode ser caracterizada pela diminuição da proteína sérica e do colesterol plasmático e aumento da gordura hepática, entretanto não ocorreram alterações na glicemia sugerindo que não existiu mudança na sensibilidade à insulina, constituindo assim um modelo falho para estudar um dos principais fatores de risco para o estabelecimento da EHNA, a resistência à insulina.

 

 

 

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Gabriela Salim Ferreira Castro, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

    Curso de Nutrição e Metabolismo, Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

  • Mirele S. Mialich, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

    Curso de Nutrição e Metabolismo, Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

  • Eloisa M. Anjos, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

    Curso de Nutrição e Metabolismo, Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

  • Lillian P. Almeida, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

    Curso de Nutrição e Metabolismo, Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

  • Paula F. Arroyo, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

    Curso de Nutrição e Metabolismo, Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

  • Guilherme V. Portari, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

    Curso de Nutrição e Metabolismo, Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

  • Alceu A. Jordao Jr, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

    Curso de Nutrição e Metabolismo, Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2009-03-30

Edição

Seção

Artigo Original

Como Citar

1.
Castro GSF, Mialich MS, Anjos EM, Almeida LP, Arroyo PF, Portari GV, et al. Caracterização da esteatose hepática não alcoólica induzida por dieta hipoprotéica em ratos. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30º de março de 2009 [citado 26º de maio de 2024];42(1):48-53. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/205