Mortalidade por causas externas no município de são josé do rio preto, no período de 1996-1998

Autores

  • Antonio M. M. Pires D’ Avila Instituto Médico Legal do Estado de São Paulo
  • Augusto B. Oliveira Departamento de Ciência de Computação e Estatística, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual de Campinas - IBILCE/UNESP
  • Moisés Goldbaum Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo - FM/USP.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v37i1/2p97-105

Palavras-chave:

Sistemas de Informação. Vigilância da População. Vigilância Epidemiológica. Medicina Preventiva, estatística & dados numéricos. Prevenção de Acidentes. Coeficiente de Mortalidade.

Resumo

Introdução: Um estudo epidemiológico sobre causas externas, utilizando taxas de mortalidade, foi realizado no Município de São José do Rio Preto, Estado de São Paulo, Brasil. O período considerado foi o triênio 1996-1998. Objetivos: Descrever as taxas de mortalidade por causas externas no Município de São José do Rio Preto, no período de 1996-1998. Metodologia: O estudo foi baseado em dados oficiais do Sistema de Informação de Mortalidade do Ministério da Saúde, e de investigação baseada nas informações dos médicos legistas (IML).A análise dos dados foi feita através dos softwares Epinfo 6.0 e Tabwin. Resultados: Os resultados foram comparados com os valores, obtidos na literatura, de algumas cidades e estados do Brasil. No caso de São José do Rio Preto, observou-se, no peírodo, diminuição no número dos óbitos por causas externas, particularmente nas mortes devidas a acidentes de trânsito, que são mais altas em relação aos valores observados no Brasil e no Estado de São Paulo. O estudo também detectou aumento no número absoluto de homicídios, principalmente nas faixas etárias de 15 a 39 anos de idade. Conclusão: Os resultados demonstram a necessidade de iniciar programas de prevenção à mortalidade pelas citadas causas externas e monitorizar, em nível local, suas ocorrências .

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio M. M. Pires D’ Avila, Instituto Médico Legal do Estado de São Paulo

Médico Legista. Instituto Médico Legal do Estado de São Paulo.

Augusto B. Oliveira, Departamento de Ciência de Computação e Estatística, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual de Campinas - IBILCE/UNESP

 

Docente. Departamento de Ciência de Computação e Estatística, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual de Campinas - IBILCE/UNESP

 

Moisés Goldbaum, Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo - FM/USP.

Docente. Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo - FM/USP.

Downloads

Publicado

2004-06-30

Como Citar

1.
D’ Avila AMMP, Oliveira AB, Goldbaum M. Mortalidade por causas externas no município de são josé do rio preto, no período de 1996-1998. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30 de junho de 2004 [citado 3 de março de 2024];37(1/2):97-105. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/483

Edição

Seção

Artigo Original
Bookmark and Share