Exequibilidade do DDRT-PCR para análise da expressão gênica diferencial em células de medula óssea murina

Autores

  • Danilo C. de Almeida Universidade Federal de São Paulo
  • Rodrigo da S. Santos Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo
  • João T. Ribeiro-Paes Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v45i4p428-435

Palavras-chave:

DDRT-PCR, Expressão Gênica, Células da Medula Óssea.

Resumo

Modelo do estudo: Estudo Experimental. Introdução: Atualmente a pesquisa com células-tronco tem
gerado grande interesse devido a sua aplicabilidade no campo na medicina regenerativa. A medula
óssea é considerada a maior fonte de células-tronco adultas e o estabelecimento de novos métodos
para a análise da expressão gênica torna-se estritamente necessário. Desse modo, o "Differential
Display Reverse Transcription Polymerase Chain Reaction (DDRT-PCR)", pode ser uma ferramenta
acessível para a investigação de pequenas diferenças no nível de expressão gênica em diferentes tipos
celulares, sob distintas condições.
Objetivo: Neste presente trabalho nós investigamos a exequibilidade do DDRT-PCR na identificação de
diferenças no nível de expressão gênica global em células da medula óssea de camundongos sob
duas condições. Métodos: Primeiramente, a medula óssea foi isolada frescamente e uma secunda
parte foi cultivada por uma semana sem troca de meio. Posteriormente, as células da medula (fresca e
cultivada) foram submetidas a análise da expressão gênica, seguindo a metodologia de DDRT-PCR.
Resultados: Inicialmente, foi possível identificar em células da medula óssea com uma semana de
cultivo, pequenas alterações morfológicas (células ovais para fibroblastóides) e no perfil de proteínas,
por meio da visualização de bandas em SDS-Page gel. Finalmente, a análise da expressão gênica por
DDRT-PCR, mostrou uma expressão diferencial com a presença de três bandas (1300, 1000 and 225
pb) exclusivamente expressas na medula óssea fresca e mais duas bandas (400 and 300 pb) presentes somente nas células de medula cultivadas.
Conclusões: Em suma, a metodologia de DDRT-PCR mostrou-se eficiente para a identificação de
pequenas diferenças no nível de expressão gênica em células da medula óssea sob duas definidas
condições. Portanto, nós acreditamos que o DDRT-PCR possa ser designado de forma rápida e eficiente para a análise diferencial de expressão gênica em diferentes tipos de células-tronco, sob diferentes
condições.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danilo C. de Almeida, Universidade Federal de São Paulo

Mestre em Ciências Médicas - Universidade Federal de São Paulo, Departamento de Medicina - (UNIFESP/EPM)

Rodrigo da S. Santos, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo

Mestre em Biologia Celular e Molecular - Universidade de São Paulo - Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Departamento de Genética - (USP/FMRP)

João T. Ribeiro-Paes, Universidade Estadual Paulista

Professor assistente doutor, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Departamento de Ciências Biológicas - (UNESP)

Downloads

Publicado

2012-12-30

Como Citar

1.
Almeida DC de, Santos R da S, Ribeiro-Paes JT. Exequibilidade do DDRT-PCR para análise da expressão gênica diferencial em células de medula óssea murina. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30 de dezembro de 2012 [citado 26 de fevereiro de 2024];45(4):428-35. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/62283

Edição

Seção

Artigo Original
Bookmark and Share