Efeito de um protocolo de treinamento concorrente sobre fatores de risco para o acúmulo de gordura hepática de adolescentes obesos

Autores

  • Paula A. Monteiro Departamento de Fisioterapia - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Campus de Presidente Prudente
  • Barbara M. M. Antunes Departamento de Educação Física, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Campus de Rio Claro
  • Loreana S. Silveira Departamento de Fisioterapia - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Campus de Presidente Prudente
  • Romulo A. Fernandes Departamento de Educação Física - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Campus de Presidente Prudente
  • Ismael F. Freitas Jr Departamento de Educação Física - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Campus de Presidente Prudente

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v46i1p17-23

Palavras-chave:

Treinamento, Obesidade, Fígado Gorduroso.

Resumo

Modelo de estudo: Estudo prospectivo. Objetivo: Avaliar o efeito de um protocolo de treinamento concorrente com duração de 16 semanas sobre fatores de risco para o acúmulo de gordura hepática de jovens obesos. Metodologia: A amostra foi formada por 38 indivíduos obesos de ambos os sexos e com idade entre 12 e 15 anos. A obesidade foi atestada pelo percentual de gordura corporal, o qual foi estimado pela absortometria radiológica de dupla energia (DEXA). Adicionalmente, a quantidade de gordura localizada no tronco (kg) foi estimada também. Antes e após a intervenção, os jovens foram submetidos a exames bioquímicos de sangue(perfil lipídico completo em jejum [mg/dL]) e a ultrassonografia do fígado (tamanho dos lobos direito [LD em cm] e esquerdo [LE em cm]). A Intervenção consistiu de treinamento concorrente (treino resistido [30 minutos] e aeróbio [30 minutos]) com três sessões semanais, totalizando 180 minutos por semana. A análise estatística foi composta pelo teste t de Student para dados pareados, utilizando o software SPSS (17.0), e significância estatística fixada em p<5%. Resultados: Após a intervenção, foram observadas melhoras significantes no percentual de gordura total (PRÉ: 45,1±5,3 e PÓS: 41,7±5,6; p= 0,001) e
na região do tronco (PRÉ: 46,5±5,6 e PÓS: 42,9±6,3; p= 0,001). Para o perfil lipídico, houve redução no colesterol total (PRÉ: 164±34 e PÓS: 148±29; p= 0,001), triglicérides (PRÉ: 118±59 e PÓS: 104±53; p=0,002) e lipoproteínas de baixa densidade (PRÉ: 100±29 e PÓS: 85±26; p= 0,001), porém, não para as de alta densidade (p= 0,981). Tanto o LE (PRÉ: 8,8±1,4 e PÓS: 7,8±1,3; p= 0,001) como o LD (PRÉ:13,6±1,3 e PÓS: 12,9±1,1; p= 0,001) sofreram diminuição em suas proporções. Conclusão: Em jovens obesos, o treinamento concorrente foi eficiente no combate a alguns fatores de risco ao acúmulo de gordura no fígado, bem como, na redução da gordura em ambos os lobos do órgão.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

2013-03-30

Edição

Seção

Artigo Original

Como Citar

1.
Monteiro PA, Antunes BMM, Silveira LS, Fernandes RA, Freitas Jr IF. Efeito de um protocolo de treinamento concorrente sobre fatores de risco para o acúmulo de gordura hepática de adolescentes obesos. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30º de março de 2013 [citado 13º de junho de 2024];46(1):17-23. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/62375