Epidemiologia da hipertensão arterial sistêmica

Autores

  • Nelson Spritzer

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v29i2/3p199-213

Palavras-chave:

Hipertensão, Doenças Cardiovasculares

Resumo

Neste artigo, são discutidos os dados de prevalência de hipertensão arterial sistêmica, especialmente aqueles oriundos de estudos baseados em comunidades. São avaliadas as diferenças de prevalência tanto da própria hipertensão como de suas repercussões clínicas mais freqüentes, incluindo mortalidade. Os dados são discutidos com especial atenção às distinções quanto às raças, sexos, faixas de idade e condição sócioeconômica, medida pela escolaridade e as implicações sobre a prevenção primária

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1996-09-30

Como Citar

1.
Spritzer N. Epidemiologia da hipertensão arterial sistêmica. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30 de setembro de 1996 [citado 29 de maio de 2022];29(2/3):199-213. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/740

Edição

Seção

Simpósio: Hipertensão Arterial
Bookmark and Share