Derrames pleurais

fisiopatologia e diagnóstico

Autores

  • Geruza A. Silva Divisão de Pneumologia do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v31i2p208-215

Palavras-chave:

Derrame Pleural. Exsudatos e Transudatos

Resumo

A pleura é a serosa que reveste os pulmões e a cavidade torácica. Os derrames pleurais – acúmulo de líquido entre as pleuras visceral e parietal – constituem a manifestação clínica mais freqüente de doença pleural primária ou secundária. Os derrames decorrentes do envolvimento pleural secundário a doenças torácicas ou sistêmicas são muito mais freqüentes do que os causados por doença primária da pleura, e a sua abordagem diagnóstica faz parte da rotina de um pneumologista e de várias outras especialidades médicas. O presente artigo consiste numa revisão sobre os conceitos atuais de abordagem dos derrames pleurais, com ênfase aos aspectos de diagnóstico clínico, radiológico e por técnicas invasivas. Os conceitos de Fisiologia e de Fisiopatologia são também apresentados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Geruza A. Silva, Divisão de Pneumologia do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Docente da Divisão de Pneumologia do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

Publicado

1998-06-30

Como Citar

1.
Silva GA. Derrames pleurais: fisiopatologia e diagnóstico. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 30 de junho de 1998 [citado 9 de dezembro de 2021];31(2):208-15. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/7652

Edição

Seção

Simpósio: Doenças Pulmonares
Bookmark and Share