Associação entre desordens musculoesqueléticas e gastos com cuidado à saúde entre pacientes do Sistema Único de Saúde

Autores

  • Jamile Sanches Codogno Universidade Estadual Paulista J. M. Filho
  • Bruna Camilo Turi Universidade Estadual Paulista J. M. Filho
  • Rômulo Araújo Fernandes Universidade Estadual Paulista J. M. Filho
  • Mariana Rotta Bonfim Universidade Estadual Paulista J. M. Filho
  • Carlos Marcelo Pastre Universidade Estadual Paulista J. M. Filho
  • Henrique Luiz Monteiro Universidade Estadual Paulista J. M. Filho

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v48i2p143-150

Palavras-chave:

Dor Musculoesquelética, Custos e Análise de Custo, Atividade Motora, Saúde Pública.

Resumo

Delineamento: transversal. Objetivos: (i) Identificar a ocorrência de desordens musculoesqueléticas, (ii) identificar seus determinantes e (iii) suas relações com gastos com saúde em adultos atendidos pelo Sistema Único de Saúde. Métodos: Estudo transversal com 963 adultos, com 50 anos e de ambos os sexos tratados em unidades básicas de saúde. Participantes responderam questionários sobre doenças, condição econômica, desordens musculoesqueléticas, atividade ocupacional, consultas de fisioterapia e compra de medicamentos; peso e estatura foram mensurados para calcular o índice de massa corporal. Custos com saúde foram computados retroagindo 12 meses. Resultados: A prevalência de desordens musculoesqueléticas foi 65%, sendo maior em pacientes com doenças do tecido conjuntivo (OR=4,11 [2,98-5,67]) e pessoas que levantam cargas no trabalho (OR=1,45 [1,27-1,66]). Além disso, a ocorrência de desordens musculoesqueléticas nos ombros, região lombar, joelhos e tornozelos/pés foram relacionados a maiores gastos com medicamentos e consultas médicas. Conclusão: A ocorrência de desordens musculoesqueléticas foi elevada entre estes pacientes, é afetada por sexo e atividade ocupacional e positivamente relacionada com gastos com saúde.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Jamile Sanches Codogno, Universidade Estadual Paulista J. M. Filho
    PhD. Graduate Program in Movement’s Sciences. UNESP – Univ Estadual Paulista, Rio Claro, Brazil. PhD. Professor. Department of Physical Education. UNESP, Presidente Prudente, Brazil.
  • Bruna Camilo Turi, Universidade Estadual Paulista J. M. Filho
    PhD. Graduate Program in Movement’s Sciences. UNESP – Univ Estadual Paulista, Rio Claro, Brazil.
  • Rômulo Araújo Fernandes, Universidade Estadual Paulista J. M. Filho
    PhD. Graduate Program in Movement’s Sciences. UNESP – Univ Estadual Paulista, Rio Claro, Brazil. PhD. Professor. Department of Physical Education. UNESP, Presidente Prudente, Brazil.
  • Mariana Rotta Bonfim, Universidade Estadual Paulista J. M. Filho
    PhD. Graduate Program in Movement’s Sciences. UNESP – Univ Estadual Paulista, Rio Claro, Brazil.
  • Carlos Marcelo Pastre, Universidade Estadual Paulista J. M. Filho
    PhD. Professor. Department of Physical Therapy. UNESP, Presidente Prudente, Brazil.
  • Henrique Luiz Monteiro, Universidade Estadual Paulista J. M. Filho
    PhD. Graduate Program in Movement’s Sciences. UNESP – Univ Estadual Paulista, Rio Claro, Brazil. PhD. Professor. Department of Physical Education. UNESP, Bauru, Brazil.

Downloads

Publicado

2015-04-26

Edição

Seção

Artigo Original

Como Citar

1.
Codogno JS, Turi BC, Fernandes RA, Bonfim MR, Pastre CM, Monteiro HL. Associação entre desordens musculoesqueléticas e gastos com cuidado à saúde entre pacientes do Sistema Único de Saúde. Medicina (Ribeirão Preto) [Internet]. 26º de abril de 2015 [citado 22º de abril de 2024];48(2):143-50. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/99748