Sá, André Corrêa de depressão e psicoterapia em António Lobo Antunes: Qualquer coisa que me ajude a existir

Autores

  • Jorge Vicente Valentim Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.11606/va.i38.173992

Palavras-chave:

Ficção portuguesa contemporânea, Literatura e medicina, Ant´ónio Lobo Antunes

Resumo

Recensão crítica do último ensaio publicado pela Texto Editora, na coleção destinada à análise da obra do escritor português António Lobo Antunes.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Jorge Vicente Valentim, Universidade Federal de São Carlos

    Professor Adjunto de Literaturas de Língua Portuguesa (Sub-áreas: Literatura Portuguesa e Literaturas Africanas de Língua Portuguesa), do Departamento de Letras da UFSCar. Professor credenciado no PPGLit/UFSCar (Programa de Pós-Graduação em Estudos de Literatura) e colaborador no Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários da UNESP/Araraquara

Referências

ABREU, Graça. Medicina, Médicos. In: SEIXO, Maria Alzira (dir.) Dicionário da obra de António Lobo Antunes. Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 2008, p. 362-366.ANTUNES, António Lobo. Memória de elefante. 22ª edição. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2004. Fixação do texto por Graça Abreu.

ANTUNES, António Lobo. “Como posso eu, cristal, morrer?”. Entrevista concedida a Anabela Mota Ribeiro. Público, 12 out. 2008. Disponível em: https://www.publico.pt/2008/10/12/jornal/lobo-antunes--como-posso-eu-cristal-morrer-279575. Acesso em: 25 jul. 2020.

ANTUNES, António Lobo. Memória de elefante. 22ª edição. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2004. Fixação do texto por Graça Abreu.

SÁ, André Corrêa de. Depressão e psicoterapia em António Lobo Antunes: Qualquer coisa que me ajude a existir. Alfragide: Texto Editores, 2019.

Downloads

Publicado

2020-12-23

Como Citar

VALENTIM, Jorge Vicente. Sá, André Corrêa de depressão e psicoterapia em António Lobo Antunes: Qualquer coisa que me ajude a existir. Via Atlântica, São Paulo, v. 21, n. 2, p. 413–424, 2020. DOI: 10.11606/va.i38.173992. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/viaatlantica/article/view/173992.. Acesso em: 15 abr. 2024.