Sexo e sensibilidades eróticas na literatura luso-brasileira de Oitocentos e da Belle Époque

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/va.i43.201297

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Fernando Curopos, Sorbonne Nouvelle

    Doutor em Estudos Lusófonos (Sorbonne Université, 2005), é Professor Catedrático da Universidade Sorbonne Nouvelle e pesquisador do Centre de Recherche sur les Pays Lusophones – CREPAL.

  • Helder Thiago Maia, Universidade de São Paulo

    Doutor em Literatura Comparada (UFF, 2018), é Investigador do Centro de Estudos Comparatistas da Universidade de Lisboa (CECOMP) e professor colaborador do PPG de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa da Universidade de São Paulo.

Referências

ABREU, Márcia. O templo de Jatab: um romance licencioso publicado pela impressão régia do Rio de Janeiro. Floema: Caderno de Teoria e História Literária, n. 9, out. 2017, p. 193-215.

ALMEIDA, Aline Novais de. O despertar de Eros na literatura brasileira. In: MORAES, Eliane Robert. O corpo descoberto. Contos eróticos brasileiros (1852-1922). Recife: Cepe, 2018.

ANÓNIMO. Saturnino, Porteiro dos Frades Bentos. Lisboa: Index, 2021.

BRAGA-PINTO, César; MAIA, Helder Thiago. Dissidências de gênero e sexualidade na literatura brasileira: uma antologia (1842-1830). 2V. Lisboa: Index, 2021/ Devires: Salvador, 2021.

COSTA, Valmir. O menino do Gouveia: A história real que inspirou o primeiro conto homoerótico brasileiro de 1914. Projeto História, São Paulo, v. 69, 2020, p. 419-457.

CUROPOS, Fernando. Paris-Lisboa-Rio de Janeiro: Trânsitos eróticos. In: CUROPOS, Fernando; MACEDO, Algemira de; SILVA, Maria Araújo da; SILVA, Fabio Mario da (orgs.). Faces de Eros. Teresina-Piauí: Cancioneiro, 2020a, p. 11-26.

CUROPOS, Fernando. Lisbonne-Madrid-Barcelone : circulations érotiques. Catalonia, 27, Deuxième semestre 2020b, p. 97-114.

FEIJÓ, António M., FIGUEIREDO, João R., TAMEN, Miguel (eds.). O cânone. Lisboa: Fundação Cupertino de Miranda/Edições Tinta da China, 2020.

FRANCISCO, Luís. “Andamos a escrever mais sobre sexo, mas será que temos jeito?”, Público, Ipsilon, 10 de fevereiro de 2010. https://www.publico.pt/2010/02/10/culturaipsilon/noticia/andamos-aescrever-mais-sobre-sexo-mas-sera-que-temos-jeito-250369 (consultado em 20/08/2022).

GOULEMONT, Jean-Marie. Esses livros que se lêem com uma mão só. Leitura e leitores de livros pornográficos no século XVIII. (Tradução de Maria Aparecida Corrêa). São Paulo: Discurso Editorial, 2000.

MENDES, Leonardo. O naturalismo na livraria do século XIX. Revista Letras/UFPR, Curitiba, n. 100, jul./dez. 2019, p. 71-90.

MENDES, Leonardo; MOREIRA, Aline. Alfredo Gallis (1859-1910), pequeno naturalista. Convergência Lusíada, Rio de Janeiro, v. 32, n° 46, jul-dez 2021, p. 358-385.

MORAES, Eliane Robert. Da lira abdominal. In MORAES, Eliane Robert. Antologia da Poesia Erótica Brasileira, Eliane Robert Moraes, Cotia-SP, Ateliê Editorial, 2015.

MORAES, Eliane Robert. O corpo descoberto. Contos eróticos brasileiros (1852-1922). Recife: Cepe, 2018.

PEREIRA, Cristiana Schettini. Um gênero alegre: imprensa e pornografia no Rio de Janeiro (1898-1916). Dissertação (Mestrado em História), São Paulo: Universidade Estadual de Campinas, 1997.

SANTANA, Maria Helena. Pornografia no fim do século: os romances de Alfredo Gallis. Portuguese Literary & Cultural Studies, n° 12, 2007, p. 235-248.

SEDGWICK, Eve Kosofsky. Epistemology of the Closet. Berkeley. Los Angeles: University od California Press, 1990.

WALBERG, Patrick. Eros Modern’ Style. Paris: Jean-Jacques Pauvert Éditeur, 1964.

Downloads

Publicado

2023-04-28

Como Citar

CUROPOS, Fernando; MAIA, Helder Thiago. Sexo e sensibilidades eróticas na literatura luso-brasileira de Oitocentos e da Belle Époque. Via Atlântica, São Paulo, v. 24, n. 1, p. 4–17, 2023. DOI: 10.11606/va.i43.201297. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/viaatlantica/article/view/201297.. Acesso em: 15 abr. 2024.