O CORPO MOÇAMBICANO CINDIDO: HISTÓRIA, MITO E FICÇÃO EM AS DUAS SOMBRAS DO RIO, DE JOÃO PAULO BORGES COELHO

Autores

  • Carmen Lúcia Tindó Secco Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

DOI:

https://doi.org/10.11606/va.v0i16.50467

Palavras-chave:

Moçambique, ficção, mito, história

Resumo

A FICÇÃO DE JOÃO PAULO BORGES COELHO EVIDENCIA UM CORPO MOÇAMBICANO CINDIDO ENTRE O SUL E O NORTE, ENTRE VELHAS TRADIÇÕES E NOVAS FORMAS DE ENTENDER O CONTEXTO HISTÓRICO DE MOÇAMBIQUE. PROCURA, ASSIM, ROMPER COM AS DICOTOMIAS BINÁRIAS, NEGOCIANDO IDENTIDADES EM MEIO A FRONTEIRAS TÊNUES E ESGARÇADAS. O ROMANCE AS DUAS SOMBRAS DO RIO APRESENTA ALGUMAS ALEGORIAS E METÁFORAS PARA REFLETIR ACERCA DA RELAÇÃO ESPAÇOTEMPORAL, DO IMAGINÁRIO CULTURAL E DO UNIVERSO MÍTICO-RELIGIOSO QUE PERMEIAM A SOCIEDADE MOÇAMBICANA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-12-24

Como Citar

Secco, C. L. T. (2009). O CORPO MOÇAMBICANO CINDIDO: HISTÓRIA, MITO E FICÇÃO EM AS DUAS SOMBRAS DO RIO, DE JOÃO PAULO BORGES COELHO. Via Atlântica, 10(2), 119-130. https://doi.org/10.11606/va.v0i16.50467

Edição

Seção

Dossiê 16: Moçambique – história, literatura e relações culturais