O OUTRO PÉ DA SEREIA: A CIRCUNSTÂNCIA É MAIOR QUE A SITUAÇÃO

Autores

  • Fernanda Cavacas

DOI:

https://doi.org/10.11606/va.v0i17.50545

Palavras-chave:

ironia, título, narrador, personagens, tempo, espaço

Resumo

O NOSSO OBJECTIVO É CONSTRUIR UMA LEITURA DO SEXTO ROMANCE DE MIA COUTO, O OUTRO PÉ DA SEREIA, DECIFRANDO UM APÓS OUTRO OS DIFERENTES NÍVEIS DO TEXTO. PARTIMOS DAS ESTRUTURAS MAIS SIMPLES PARA CHEGAR ÀS MAIS COMPLEXAS, ACTUALIZANDO ESTRUTURAS DISCURSIVAS, NARRATIVAS, ACTANCIAIS E IDEOLÓGICAS. E O CONVITE PARA A LEITURA FAZ-SE DESDE LOGO PELO TÍTULO, IDENTIFICADOR TEMÁTICO, ONDE A FUNÇÃO METAFÓRICA ESPREITA ENCAMINHANDO-NOS PARA UM MUNDO MÁGICO DE UM SER MITOLÓGICO QUE É APREENDIDO A PARTIR DA ESTÁTUA DE NOSSA SENHORA, BENZIDA PELO PAPA E SÍMBOLO MAIOR DA PEREGRINAÇÃO DOS PORTUGUESES, COM A DESFAÇATEZ/SENSATEZ DE QUEM LHE APLICA A SUA CRENÇA DESCOBRINDO-LHE DIFERENÇAS PARA SE ADEQUAR À SANTIDADE DA KIANDA, A DEUSA DAS ÁGUAS.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Cavacas

Professora e ensaísta

Downloads

Publicado

2010-06-28

Como Citar

Cavacas, F. (2010). O OUTRO PÉ DA SEREIA: A CIRCUNSTÂNCIA É MAIOR QUE A SITUAÇÃO. Via Atlântica, 11(1), 141-155. https://doi.org/10.11606/va.v0i17.50545