Gradualismo do processo de gramaticalização e princípio da persistência: indícios de uma hierarquia de traços?

  • Sueli Maria Coelho Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

A partir da análise de casos prototípicos de gramaticalização que, estudados numa perspectiva diacrônica, atestam uma persistência de traços formais, este texto discute a tese de que os traços definidores das categorias gramaticais são marcados hierarquicamente no sistema linguístico. Dessa forma, assume se que existem traços mais fortes que outros, fato que explicaria sua persistência até mesmo em estágios avançados do processo de gramaticalização, e se propõe uma hierarquia para tais traços em dois níveis, sendo um deles macro, tomando por parâmetro o estrato em que a mudança categorial se processa, e o outro micro, analisando-se os traços em cada estrato.

Publicado
2014-04-23
Como Citar
Coelho, S. (2014). Gradualismo do processo de gramaticalização e princípio da persistência: indícios de uma hierarquia de traços?. Filologia E Linguística Portuguesa, 15(2), 519-541. https://doi.org/10.11606/issn.2176-9419.v15i2p519-541
Seção
Artigos